O que é Inbound Marketing? Um Guia para Principiantes

Avatar
Marketing @ Ahrefs. Projeto de aprendizagem atual: Coreano. Eu também resumo livros no meu blog pessoal.
Article stats
  • Linking websites 2
Data from Content Explorer

Shows how many different websites are linking to this piece of content. As a general rule, the more websites link to you, the higher you rank in Google.

Shows estimated monthly search traffic to this article according to Ahrefs data. The actual search traffic (as reported in Google Analytics) is usually 3-5 times bigger.

The number of times this article was shared on Twitter.

    Inbound mar­ket­ing é uma estraté­gia de mar­ket­ing que tem como obje­ti­vo chamar clientes com con­teú­do rel­e­vante e útil.

    Cun­hado pelos fun­dadores do Hub­Spot, Bri­an Hal­li­gan e Dharmesh Shah — que repararam que o um novo par­a­dig­ma de mar­ket­ing era necessário na era da Inter­net — o obje­ti­vo do inbound mar­ket­ing é ser encon­tra­do por clientes e poten­ci­ais clientes enquan­to con­strói um rela­ciona­men­to sóli­do com eles.

    Nes­ta pub­li­cação irá aprender:

    O out­bound mar­ket­ing é uma for­ma inter­rup­ti­va de mar­ket­ing em que se envia uma men­sagem ou pro­du­to para um poten­cial cliente através de chamadas ou emails a frio, cor­reio dire­to, etc.
    O inbound mar­ket­ing é o opos­to — cria-se con­teú­do útil para o seu públi­co, que este procu­ra quan­do precisa.

    De acor­do com o Hub­Spot, estes são os três pas­sos para o inbound marketing:

    1. Atrair. Tra­ga as pes­soas certas.
    2. Envol­va. Ajude estas pes­soas com os seus pon­tos fra­cos e obje­tivos para que ten­ham mais prob­a­bil­i­dade de com­prar consigo.
    3. Deli­cie. Vá mais além por eles. Ajude-os a ter suces­so com o seu produto.

    Jun­tos, fun­cionam como um volante.

    Você atrai poten­ci­ais clientes para a sua empre­sa. Estas pes­soas envolvem-se com o seu con­teú­do e, even­tual­mente, são con­ven­ci­das a com­prar, trans­for­man­do-se em clientes. Depois de rece­ber resul­ta­dos espetac­u­lares com o seu pro­du­to, além de um incrív­el atendi­men­to ao cliente, eles tor­nam-se “embaix­adores”, promovendo‑o aos seus amigos.

    É semel­hante a um funil de mar­ket­ing, exce­to que não pára no últi­mo está­gio. Em vez dis­so, o está­gio final impul­siona o primeiro está­gio, que impul­siona o segun­do e assim por diante — tam­bém con­heci­do como um volante de inércia.

    Já viu como o inbound mar­ket­ing fun­ciona na teo­ria. Mas como é, de fac­to, exe­cu­ta­do na realidade? 

    Bem, o inbound mar­ket­ing é essen­cial­mente toda a nos­sa estraté­gia de mar­ket­ing aqui no Ahrefs. Gas­ta­mos grande parte dos nos­sos recur­sos na cri­ação de con­teú­do útil que ensi­na SEO e mar­ket­ing dig­i­tal aos nos­sos clientes enquan­to pro­move o nos­so pro­du­to — como a pub­li­cação que está a ler agora.

    O nos­so blog recebe mais de 600 mil vis­i­tantes por mês. E estes são ape­nas através do Google.

    O nos­so canal no YouTube tem aprox­i­mada­mente 209 000 sub­scritores e recebe cer­ca de 355 000 visu­al­iza­ções por mês. 

    Em con­jun­to com um pro­du­to líder do setor, ama­do pelos nos­sos clientes, o inbound mar­ket­ing aju­dou-nos a crescer ao pon­to de ser­mos uma das fer­ra­men­tas de SEO mais pop­u­lares do mercado.

    Aqui está a for­ma como usamos o inbound mar­ket­ing na Ahrefs. 

    1. Atrair

    Se as pes­soas não sabem que existe, elas não podem com­prar o seu pro­du­to. Por­tan­to, o primeiro pas­so é atrair poten­ci­ais clientes.

    Para o inbound mar­ket­ing, isto é feito prin­ci­pal­mente através da cri­ação e pub­li­cação de con­teú­do, tam­bém con­heci­do como mar­ket­ing de con­teú­do.

    SEO

    Na Ahrefs, a nos­sa estraté­gia de aquisição é cen­tra­da em mar­ket­ing de con­teú­do ori­en­ta­do a SEO, isto é, con­teú­do pro­je­ta­do para uma alta clas­si­fi­cação nos motores de pesquisa.

    Porquê ori­en­ta­do a SEO

    Emb­o­ra pos­sa pub­licar qual­quer con­teú­do, des­de que seja inter­es­sante para o seu públi­co, a maio­r­ia destes arti­gos não obterá tráfego a lon­go pra­zo. Podem obter uma explosão ini­cial no tráfego (“pico de esper­ança”) quan­do pub­li­ca­dos pela primeira vez, mas o inter­esse diminui (“lin­ha plana de não”) quan­do as pes­soas deix­am de ter interesse.

    No entan­to, se cri­ar con­teú­do cen­tra­do em tópi­cos que as pes­soas pesquisam con­stan­te­mente no Google, haverá um inter­esse con­tín­uo garan­ti­do. Enquan­to o seu arti­go estiv­er posi­ciona­do no Google, rece­berá tráfego de pesquisa orgâni­ca pas­si­vo e consistente.

    É por isso que o nos­so tráfego con­tin­ua a crescer ano após ano:

    Aqui está como cri­amos con­teú­do SEO na Ahrefs:

    Encontre tópicos com potencial tráfego de pesquisa

    Cada pub­li­cação que faze­mos no blog da Ahrefs tem como alvo um ter­mo com poten­cial tráfego de pesquisa. 

    Para encon­trar estes tópi­cos, uti­lize uma fer­ra­men­ta de palavras-chave. Por exem­p­lo, dig­amos que tem uma web­site sobre dietas paleo. Insira um tópi­co rel­e­vante como “paleo” numa

    fer­ra­men­ta gra­tui­ta de pesquisa de palavras-chave como o Ger­ador de Palavras-chave e vão-lhe sug­erir ideias de tópi­cos, além de diz­er o quão pop­u­lares ess­es tópi­cos são.

    Per­cor­ra a lista para ver se há algum tópi­co bom para o seu website. 

    Leitu­ra recomen­da­da: Pesquisa de Palavras-Chave: O Guia da Ahrefs para Iniciantes

    Otimize as suas páginas

    Depois de iden­ti­ficar um tópi­co que dese­ja como alvo, pre­cis­ará de cri­ar con­teú­do que mereça posi­cionar-se. Isto sig­nifi­ca que o seu con­teú­do pre­cisa pas­sar por qua­tro “ver­i­fi­cações”:

    1. Relevân­cia. Alin­he o seu con­teú­do com a intenção de pesquisa, ou seja, o “porquê” por trás de uma expressão de pesquisa. Apren­da como com­bi­nar a intenção de pesquisa neste guia.
    2. Rig­or. Cubra todas as coisas que os uti­lizadores que pesquisam esper­am e dese­jam ver. A análise da intenção de pesquisa dar-lhe‑á uma ideia bási­ca, mas deve tam­bém anal­is­ar as pági­nas rel­e­vantes no topo dos resul­ta­dos para obter pistas.
    3. Sin­gu­lar­i­dade. Se o seu con­teú­do for igual ao de qual­quer out­ro arti­go posi­ciona­do no topo, ninguém irá clicar e lê-lo. Terá que traz­er algo de novo para a mesa.
    4. Clareza. Torne o seu con­teú­do claro e fácil de ler. Siga estas dicas para mel­ho­rar a leitu­ra do seu conteúdo.

    Assim que o tiv­er feito, as otimiza­ções “téc­ni­cas”, como colo­car a sua palavra-chave na eti­que­ta de títu­lo, entram em ação.

    Leia a pub­li­cação abaixo para obter um guia com­ple­to sobre como otimizar a sua pági­na para motores de pesquisa.

    Leitu­ra recomen­da­da: SEO na Pági­na: Guia para Iniciantes

    Construa ligações

    O Andrey Lipatt­sev, da Google, diz que lig­ações são um dos três maiores fatores de posi­ciona­men­to no Google. Então, se quer posi­cionar-se bem nas pesquisas por algo com­pet­i­ti­vo, irá cer­ta­mente neces­si­tar de ligações.

    Por exem­p­lo, nós recen­te­mente fize­mos uma cam­pan­ha de con­strução de links onde con­struí­mos lig­ações para a nos­sa pági­na sobre estatís­ti­cas de SEO. Adqui­r­i­mos um total de 36 lig­ações de 32 web­sites únicos. 

    Isso impul­sio­nou a nos­sa pági­na para o topo e temos man­ti­do a posição de topo des­de então.

    Quer saber como começar a con­stru­ir lig­ações? Assista este vídeo:

    https://www.youtube.com/watch?v=C5ddo63kHHI

    Leitu­ra recomen­da­da: Con­strução de lig­ações para SEO: O Guia para Prin­cipi­antes (2021)

    Marketing de vídeo

    O mar­ket­ing de con­teú­do não envolve ape­nas palavras escritas. Tam­bém existe con­teú­do de vídeo. O YouTube é o segun­do motor de pesquisa mais pop­u­lar do mundo.

    É assim que faze­mos mar­ket­ing de vídeo.

    Encontre tópicos de vídeo com potencial de tráfego de pesquisa

    Como o Google, para se posi­cionar no YouTube, terá que apon­tar a tópi­cos que as pes­soas estão à procu­ra. Para encon­trar ess­es tópi­cos, use o nos­so Ger­ador de Palavras-chave do YouTube.

    Insira uma palavra-chave rel­e­vante e per­cor­ra a lista para ver se há algum tópi­co relevante.

    Crie vídeos otimizados

    Só tem 30 segun­dos. Se não cap­tar a atenção deles até lá, o uti­lizador desa­parece. Então, a menos que con­si­ga faz­er monól­o­gos como o Dave Chap­pelle e ain­da man­ter as pes­soas inter­es­sadas, recomen­damos que faça o guião do seu vídeo.

    Des­ta for­ma, os seus vídeos serão con­cisos e evi­tará que fiquem à tan­gente. Em segui­da, uma vez grava­dos, edite-os estrate­gi­ca­mente para que sejam inter­es­santes e con­tin­uem a pren­der a atenção.

    https://www.youtube.com/watch?v=j5EOWffq-gk&feature=emb_title

    Leitu­ra recomen­da­da: SEO no YouTube: Como Posi­cionar os Seus Vídeos do Iní­cio ao Fim 

    Promover os seus vídeos

    O posi­ciona­men­to no YouTube não é a úni­ca for­ma de obter mais visu­al­iza­ções nos seus vídeos. Leia esta pub­li­cação ou assista a este vídeo para obter mais dicas:

    https://www.youtube.com/watch?v=iwkUlTl2Iow&feature=emb_title

    Fazer Podcasts

    Abor­dá­mos tex­to e vídeo. Claro, não podemos deixar de lado o áudio. O for­ma­to mais pop­u­lar é o podcast.

    Aqui está algo inter­es­sante. Emb­o­ra nun­ca ten­hamos cri­a­do um pod­cast nos­so, recebe­mos muitas inscrições através deles.

    Como isto acon­te­ceu? Sim­ples: nós apare­ce­mos neles.

    Como há muitos pod­casts e estes pre­cisam de con­vi­da­dos, con­cluí­mos que será mais fácil apare­cer num já exis­tente do que cri­ar o nosso.

    É assim que fazemos.

    Encontre oportunidades de podcast

    A for­ma mais sim­ples é, obvi­a­mente, pesquis­ar no Google por pod­casts no seu nicho. Mas se você está ape­nas a começar a apare­cer neles, é prováv­el que o Tim Fer­riss Show não seja o seu primeiro contacto.

    Por­tan­to, um méto­do alter­na­ti­vo é iden­ti­ficar alguém de cal­i­bre semel­hante no seu setor que ten­ha par­tic­i­pa­do em vários pod­casts. Por exem­p­lo, no nicho de desen­volvi­men­to pes­soal, Scott Young é rel­a­ti­va­mente conhecido.

    Então, vamos inserir o web­site dele no Explo­rador de Web­sites da Ahrefs, ir ao relatório Back­links e escr­ev­er o nome na caixa “Incluir”. Vamos tam­bém fil­trar ape­nas por “Títu­los de pági­nas de referência”.

    Como irá notar, as lig­ações na col­u­na “Pági­na de refer­ên­cia” são, na sua maio­r­ia, entre­vis­tas de podcast.

    Apresente-se como um convidado

    Encon­tre o e‑mail do apre­sen­ta­dor do pod­cast e entre em con­ta­to para infor­má-lo de que tem inter­esse em ser um convidado.

    Leitu­ra recomen­da­da: 12 lições que apren­di ao faz­er mais de 20 entre­vis­tas em pod­casts em 4 meses

    2. Envolva

    Só porque as pes­soas ago­ra estão a vis­i­tar o seu site, isto não sig­nifi­ca auto­mati­ca­mente que estão a com­prar. É aí que entra o está­gio de “envolvi­men­to”.

    Terá que enten­der os pon­tos fra­cos e obje­tivos das pes­soas. Então, terá que apre­sen­tar intro­specções e soluções que aju­dem a resolver os prob­le­mas delas. 

    Aqui está um exem­p­lo de como faze­mos isso na Ahrefs.

    Os uti­lizadores querem saber como encon­trar quem liga aos seus web­sites. Eles fazem essa pesquisa no Google e encon­tram o nos­so con­teú­do. Con­segue adi­v­in­har? O nos­so pro­du­to — Explo­rador de Web­sites — resolve esse prob­le­ma. Então, nós o incluí­mos como poten­cial fer­ra­men­ta para ele usarem no nos­so artigo.

    Isto não é força­do. O nos­so con­jun­to de fer­ra­men­tas foi cri­a­do basi­ca­mente para resolver esse prob­le­ma. Então, é nat­u­ral­mente parte da narrativa.

    Quan­do con­cen­tra os seus esforços em tópi­cos que:

    1. Ten­ham poten­cial de tráfego de pesquisa;
    2. Sejam um prob­le­ma que os seus clientes dese­jam resolver;
    3. Sejam um prob­le­ma que o seu pro­du­to resolve

    Atingiu duas partes do volante de uma vez só. Não ape­nas o seu con­teú­do será posi­ciona­do no Google e con­quis­tará novos poten­ci­ais clientes, como tam­bém os envolverá ime­di­ata­mente.

    Mas isso não é a úni­ca coisa que faze­mos. Aqui estão algu­mas out­ras táti­cas de envolvi­men­to que usamos como parte da nos­sa estraté­gia de inbound marketing.

    Marketing de email

    Não é toda a gente que vai com­prar depois de ler o seu con­teú­do. Às vezes, eles pre­cisam de mais tem­po para avaliar. Ou talvez eles este­jam num está­gio difer­ente da jor­na­da de com­pra — talvez eles ape­nas desco­bri­ram que têm o problema.

    Seja qual for o moti­vo, pre­cis­ará de encon­trar uma for­ma de os alcançar para con­tin­uar a envolver-se. A mel­hor for­ma de o faz­er é con­stru­ir uma lista de email.

    Na Ahrefs, man­te­mos as coisas sim­ples mostran­do uma caixa de inscrição de email ao lado do artigo.

    Claro que não é a úni­ca for­ma. Tam­bém pode ofer­e­cer um incen­ti­vo para se inscreverem — um ebook gra­tu­ito, uma tabela ou fol­ha de cál­cu­lo, uma ver­são em PDF do arti­go, etc.

    Não os deixe pen­dura­dos depois de se inscreverem. Man­ten­ha o rela­ciona­men­to. Nós envi­amos um email de boas-vin­das apre­sen­tan­do os mel­hores arti­gos do blog:

    Não pre­cisa copi­ar o que faze­mos. Há inúmeras pos­si­bil­i­dades. Pode tes­tar difer­entes emails e ver quais fun­cionam mel­hor com o seu público. 

    Ferramentas gratuitas

    Depois de ler o nos­so con­teú­do, algu­mas pes­soas querem tes­tar o nos­so con­jun­to de fer­ra­men­tas. Querem ver como fun­ciona para eles próprios. Então, nós ajudamo-los.

    Podem inscr­ev­er-se com as Fer­ra­men­tas para Web­mas­ters da Ahrefs, que lhes dará aces­so gra­tu­ito ao Explo­rador de Web­sites e à Audi­to­ria de Web­sites para o seu próprio website:

    Ou podem uti­lizar qual­quer umas das nos­sas fer­ra­men­tas gra­tu­itas de SEO:

    A mel­hor parte? Cada fer­ra­men­ta é pro­je­ta­da para dire­cionar uma palavra-chave com poten­cial de tráfego de pesquisa. Assim como as nos­sas pub­li­cações no blog, elas são planeadas para os está­gios de “aquisição” e “envolvi­men­to”.

    Dois coel­hos de uma cajadada. 

    Quer apren­der como usar as fer­ra­men­tas gra­tu­itas como uma táti­ca de mar­ket­ing de entra­da? Leia esta pub­li­cação (salte para o número 4)

    Cursos

    O nos­so Dire­tor de Mar­ket­ing (CMO, Chief Mar­ket­ing Offi­cer em inglês), Tim Soulo, disse-me uma vez:

    A min­ha teo­ria é que as pes­soas não se inscrevem na sua fer­ra­men­ta e depois apren­dem a usá-la. A min­ha teo­ria é que as pes­soas apren­dem primeiro como usar as suas fer­ra­men­tas e depois inscrevem-se porque sabem como usá-las”.

    Tim Soulo
    Tim Soulo, Chief Mar­ket­ing Offi­cer Ahrefs

    O nos­so blog ensi­na como resolver prob­le­mas de SEO e mar­ket­ing dig­i­tal com o nos­so con­jun­to de fer­ra­men­tas. Se quis­erem ir mais longe, temos uma acad­e­mia onde os poten­ci­ais clientes podem assi­s­tir a qual­quer um dos nos­sos dois cur­sos gratuitos:

    Estes cur­sos dão con­fi­ança aos poten­ci­ais clientes. Será como o que Tim disse — quan­do eles se inscreverem no nos­so pro­du­to mais adi­ante, eles já saberão como usar a Ahrefs através do nos­so conteúdo. 

    Mas isto não fun­ciona ape­nas para envolver os poten­ci­ais clientes. Ele tam­bém “pen­e­tra” no próx­i­mo está­gio — o deleite. Os atu­ais clientes, que podem pre­cis­ar de mais treino sobre o pro­du­to, podem con­sul­tar estes pro­gra­mas de treino a qual­quer momen­to.

    Isso aju­da a retê-los, já que estão sem­pre a apren­der como faz­er mais com o nos­so con­jun­to de fer­ra­men­tas.

    Todos ficam a ganhar.

    3. Deleite

    Depois de um poten­cial cliente se trans­for­mar em cliente, não é o fim. Lem­bre-se: é um volante. Cada cliente sat­is­feito pode espal­har a palavra para os seus ami­gos e famil­iares. Isto, por sua vez, obtém mais clientes, que podem indicar mais pes­soas. O loop é poten­cial­mente infinito. 

    Mas o volante só se move se se destacar neste está­gio — encan­tan­do os seus clientes.

    A mel­hor for­ma de faz­er isto é real­mente ter um óti­mo pro­du­to. Como diz o dita­do, “ninguém cose um remen­do de teci­do novo em roupa vel­ha”. Se o seu pro­du­to não fun­cionar ou não aju­dar seus clientes a resolver os seus prob­le­mas, nen­hu­ma quan­ti­dade de “estraté­gias de deleite” deixará os seus clientes felizes.

    Então, esta é a primeira coisa que deve faz­er. Depois de definir a base, pode con­sid­er­ar a apli­cação de qual­quer uma das estraté­gias abaixo, que nós utilizamos:

    Chat ao vivo

    Se algum dos nos­sos clientes encon­trar prob­le­mas com o nos­so soft­ware ou não tiv­er a certeza de como faz­er cer­tas coisas, pode entrar em con­ta­to connosco, a qual­quer momen­to, por chat ao vivo.

    Isto man­tém a frus­tração baixa, pois podem rece­ber aju­da quase instantâneamente.

    Tutoriais “Como usar/fazer”

    Muito do que faze­mos pelos nos­sos cliente está em, con­tin­u­a­mente, educá-los em duas coisas:

    1. Como faz­er SEO;
    2. Como usar a Ahrefs para faz­er SEO

    Faze­mos isto com o nos­so blog, o canal do YouTube e os cur­sos. Mas nós percebe­mos que nem toda a gente tem tem­po para exam­i­nar o nos­so con­teú­do e desco­brir como os nos­sos relatórios funcionam.

    Por­tan­to, decidi­mos con­stru­ir tuto­ri­ais den­tro do próprio con­jun­to de ferramentas. 

    Clique neles e verá todas as difer­entes maneiras de usar o relatório.

    Se um uti­lizador estiv­er pre­so, ele pode seguir o tuto­r­i­al e desco­brir o que faz­er.
    A lição: des­cubra como pode incor­po­rar tuto­ri­ais no seu pro­du­to para ensi­nar os seus clientes como uti­lizar deter­mi­na­dos recursos.

    Comunidades exclusivas para clientes

    Cada novo cliente da Ahrefs é con­vi­da­do a jun­tar-se à nos­sa comu­nidade exclu­si­va para clientes, o Ahrefs Insid­er.

    Torná-lo exclu­si­vo para os clientes man­tém a alta qual­i­dade do grupo. Cada mem­bro sabe que cada out­ra pes­soa tem uma aparên­cia no jogo — eles inscrever­am-se no pro­du­to e lev­am o SEO a sério.

    Isto cria dis­cussões de alta qual­i­dade, além de mem­bros que ficam mais do que felizes em aju­dar uns aos out­ros com prob­le­mas de mar­ket­ing digital.

    Eles tam­bém têm per­mis­são para faz­er comen­tários e sug­estões para o desen­volvi­men­to do pro­du­to, e muitas vezes recebem uma primeira visu­al­iza­ção dos novos recur­sos. Isso solid­i­fi­ca o rela­ciona­men­to entre os nos­sos clientes e nós, e mostra que esta­mos dis­pos­tos a ouvi-los.

    Quer saber como con­struí­mos este forte grupo de 14.000 mem­bros? Assista a este vídeo:

    https://www.youtube.com/watch?v=48C-KNdzDeU

    Pensamentos finais

    O Hub­Spot, cujos fun­dadores cri­aram o ter­mo, faz inbound mar­ket­ing de maneira muito difer­ente. Emb­o­ra eles ten­ham exe­cu­ta­do táti­cas semel­hantes às nos­sas, têm equipas de ven­das. Isso sig­nifi­ca que o seu foco está em ger­ar tráfego sufi­ciente e leads qual­i­fi­ca­dos para o fecho pelas suas equipas de vendas. 

    A Ahrefs fun­ciona prin­ci­pal­mente por autoa­tendi­men­to e não tem uma equipa de ven­das, então é assim que escol­he­mos exe­cu­tar a nos­sa estraté­gia de inbound marketing.

    A sua empre­sa será difer­ente. Afi­nal, provavel­mente está em um setor difer­ente, tem como alvo clientes difer­entes, con­strói de for­ma difer­ente e tem recur­sos diferentes.

    O que sig­nifi­ca que as táti­cas que irá uti­lizar serão difer­entes. Mas os princí­pios do inbound mar­ket­ing per­manecerão os mes­mos: atrair -> envolver -> deleitar.

    Per­di algo impor­tante sobre o inbound mar­ket­ing? Diga-me no Twit­ter.

    • Linking websites 2
    Data from Content Explorer