O Guia Para Iniciantes em SEO Técnico

Patrick Stox
Patrick Stox é o Consultor de Produto, SEO técnico e Embaixador da Marca na Ahrefs. Ele é o organizador da Raleigh SEO Meetup, da Raleigh SEO Conference, da Beer & SEO Meetup, da Findability Conference e moderador no /r/TechSEO.
Estatísticas do artigo
  • Websites com ligações 2
Dados de Explorador de Conteúdo

Mostra quantos websites diferentes estão a ligar para esta peça de conteúdo. Como regra geral, quantos mais websites ligarem para si, melhor posicionamento terá no Google.

Mostra o tráfego de pesquisa mensal estimado para este artigo de acordo com os dados da Ahrefs. O tráfego atual de pesquisa (como reportado no Google Analytics) é geralmente 3-5 vezes maior.

O número de vezes que este artigo foi partilhado no Twitter.

O SEO téc­ni­co é a parte mais impor­tante do SEO até não o ser. As pági­nas pre­cisam ser ras­treáveis ​​e indexáveis ​​para ter hipótese de posi­ciona­men­to, mas muitas out­ras ativi­dades terão um impacto mín­i­mo em com­para­ção com o con­teú­do e os links.

Escreve­mos este guia para ini­ciantes para o aju­dar a enten­der alguns dos princí­pios bási­cos e onde o seu tem­po é mais bem gas­to para max­i­mizar o impacto. Exis­tem muitos recur­sos adi­cionais com lig­ações  ao lon­go do arti­go e ain­da mais recur­sos no final para apren­der mais.

Vamos lá começar.

Chapters


    Como este é um guia para ini­ciantes, vamos começar com o básico.

    O que é SEO técnico?

    SEO téc­ni­co é o proces­so de otimizar o seu web­site para aju­dar os motores de pesquisa como o Google a encon­trar, ras­trear, com­preen­der e indexar as suas pági­nas. O obje­ti­vo é ser encon­tra­do e mel­ho­rar os rankings.

    Quão complicado é o SEO técnico? 

    Depende. Os fun­da­men­tos não são real­mente difí­ceis de dom­i­nar, mas o SEO téc­ni­co pode ser com­plexo e difí­cil de enten­der. Irei man­ter as coisas o mais sim­ples pos­síveis neste guia.


    Neste capí­tu­lo, abor­dare­mos como garan­tir que os motores de pesquisa pos­sam ras­trear o seu con­teú­do com eficiência.

    Como funciona o rastreio

    Os mecan­is­mos de ras­treio obtêm o con­teú­do das pági­nas e usam as lig­ações dessas pági­nas para encon­trar out­ras pági­nas. Isto per­mite que eles encon­trem con­teú­do na inter­net. Exis­tem alguns sis­temas neste proces­so sobre os quais ire­mos falar.

    Fonte: Google

    Fontes de URL

    Um mecan­is­mo de ras­treio pre­cisa começar em algum lado. Geral­mente, eles cri­am uma lista de todos os URLs que encon­tram através de lig­ações nas pági­nas. Um sis­tema secundário para encon­trar mais URLs são sitemaps cri­a­dos por uti­lizadores ou vários sis­temas que pos­suem lis­tas de páginas.

    Fila de rastreio

    Todos os URLs que pre­cisam de ser ras­trea­d­os ou ras­trea­d­os de novo são pri­or­iza­dos e adi­ciona­dos à fila de ras­treio. Esta é basi­ca­mente uma lista orde­na­da de URLs que o Google dese­ja rastrear.

    Mecanismo de rastreio

    O sis­tema que cap­tura o con­teú­do das páginas.

    Sistemas de processamento

    Estes são vários sis­temas que lidam com a can­on­iza­ção, da qual falare­mos daqui a um min­u­to, envi­am pági­nas para o ren­der­izador que car­rega a pági­na como um nave­g­ador faria e proces­sa as pági­nas para obter mais URLs para rastrear.

    Renderizador

    O ren­der­izador car­rega uma pági­na como um nave­g­ador faria com arquiv­os JavaScript e tam­bém com CSS. Isto é feito para que o Google pos­sa ver o que a maio­r­ia dos uti­lizadores verá.

    Index

    As pági­nas armazenadas que o Google mostra aos utilizadores.

    Controlos de rastreio

    Exis­tem algu­mas for­mas de con­tro­lar o que é ras­trea­do no seu web­site. Aqui estão algu­mas opções.

    Robots.txt

    Um ficheiro robots.txt infor­ma os motores de pesquisa onde eles podem ou não aced­er no seu website.

    Ape­nas uma nota ráp­i­da. O Google pode indexar pági­nas que não podem ras­trear se hou­ver lig­ações a apon­tar para essas pági­nas. Isso pode ser con­fu­so, mas se quis­er evi­tar que as pági­nas sejam index­adas, ver­i­fique este guia e flux­o­gra­ma para se ori­en­tar durante o processo.

    Taxa de rastreio

    Há uma dire­ti­va de atra­so de ras­treio que pode usar no robots.txt com­patív­el com muitos mecan­is­mos de ras­treio que per­mite definir a fre­quên­cia com que estes podem ras­trear as suas pági­nas. Infe­liz­mente, o Google não respei­ta isto. Para o Google, pre­cis­ará de alter­ar a taxa de ras­treio no Google Search Con­sole con­forme descrito aqui.

    Restrições de acesso

    Se dese­ja que a pági­na seja acessív­el a alguns uti­lizadores, mas não aos motores de pesquisa, provavel­mente dese­ja uma destas três opções:

    • Algum tipo de sis­tema de login;
    • Aut­en­ti­cação HTTP (onde uma sen­ha é necessária para o acesso);
    • Lista de per­mis­sões de IP (que só per­mite que endereços IP especí­fi­cos acedam às páginas)

    Esse tipo de con­fig­u­ração é mel­hor para coisas como redes inter­nas, con­teú­do somente para mem­bros ou para web­sites de teste, stag­ing ou desen­volvi­men­to. Isto per­mite que um grupo de uti­lizadores ace­da à pági­na, mas os motores de pesquisa não poderão aced­er-lhes e não indexarão as páginas.

    Como ver a atividade de rastreio

    Especi­fi­ca­mente para o Google, a for­ma mais fácil de ver o que está a ser ras­trea­do é com o relatório Estatís­ti­cas de Ras­treio do Google Search Con­sole, que fornece mais infor­mações sobre como está o ras­trea­men­to do seu website.

    Se quis­er ver todas as ativi­dades de ras­treio do seu web­site, pre­cis­ará de aced­er aos logs do servi­dor e, pos­sivel­mente, usar uma fer­ra­men­ta para mel­hor anal­is­ar os dados. Isto pode ficar bas­tante avança­do, mas se o seu alo­ja­men­to tiv­er um painel de con­tro­lo como o cPan­el, deve ter aces­so a logs em bru­to e a alguns agre­gadores como Awstats e Webalizer.

    Ajustes de rastreio

    Cada web­site terá um orça­men­to de ras­treio difer­ente, que é uma com­bi­nação de quan­tas vezes o Google pre­tende ras­trear um web­site e quan­to ras­treio o seu web­site per­mite. As pági­nas mais pop­u­lares e as que mudam com fre­quên­cia serão ras­treadas com mais fre­quên­cia e as pági­nas que não pare­cem pop­u­lares ou com boas lig­ações serão ras­treadas com menos fre­quên­cia.

    Se os mecan­is­mos de ras­treio perce­berem sinais de stress ao ras­trearem o seu web­site, nor­mal­mente irão desacel­er­ar ou até mes­mo parar de ras­trear até que as condições mel­horem.

    Depois das pági­nas serem ras­treadas, são ren­der­izadas e envi­adas para o index. O index é a lista prin­ci­pal de pági­nas que podem ser devolvi­das em pesquisas. Vamos falar sobre o index.


    Neste capí­tu­lo, vamos falar sobre como garan­tir que as suas pági­nas sejam index­adas e ver­i­ficar como elas são indexadas.

    Diretivas do Robots

    Uma robots meta tag é um “pedaço” de HTML que infor­ma os motores de pesquisa como ras­trear ou indexar uma deter­mi­na­da pági­na. É colo­ca­do na seção <head> de uma pági­na da web e parece-se com isto:

    <meta name="robots" content="noindex" />

    Canonização

    Quan­do hou­ver várias ver­sões da mes­ma pági­na, o Google sele­cionará uma para armazenar no seu index. Este proces­so é chama­do de can­on­iza­ção e o URL sele­ciona­do como canóni­co será aque­le que o Google mostrará nos resul­ta­dos da pesquisa. Exis­tem muitos sinais difer­entes que eles usam para sele­cionar o URL canóni­co, incluindo:

    A for­ma mais fácil de ver como o Google index­ou uma pági­na é usar a Fer­ra­men­ta de Inspeção de URLs no Google Search Con­sole. Este mostrará o URL canóni­co sele­ciona­do pela Google.


    Uma das coisas mais difí­ceis para os SEOs é a pri­or­iza­ção. Exis­tem muitas práti­cas recomen­dadas, mas algu­mas mudanças terão mais impacto no seu posi­ciona­men­to e tráfego do que out­ras. Aqui estão alguns dos pro­je­tos que eu recomen­do priorizar.

    Verificar a indexação

    Cer­ti­fique-se que as pági­nas que dese­ja que as pes­soas encon­trem pos­sam ser index­adas pelo Google. Os dois capí­tu­los ante­ri­ores foram todos sobre ras­treio e index­ação e não foi por aca­so.

    Pode ver­i­ficar o relatório de Index­a­bil­i­dade em Audi­to­ria de Web­sites para encon­trar pági­nas que não podem ser index­adas e quais os motivos. É gra­tu­ito nas Fer­ra­men­tas para Web­mas­ters da Ahrefs.

    Recupere ligações perdidas

    Os web­sites ten­dem a mudar os seus URLs com o pas­sar dos anos. Em muitos casos, os URLs anti­gos con­têm lig­ações de out­ros sites. Se não forem redi­re­cionadas para as pági­nas atu­ais, essas lig­ações serão per­di­das e não con­tarão para as suas pági­nas. Não é tarde demais para faz­er ess­es redi­re­ciona­men­tos e pode recu­per­ar rap­i­da­mente qual­quer val­or per­di­do. Pense nis­to como a con­strução de lig­ações mais ráp­i­da que já fez.

    Explo­rador de Web­sites -> oseudominio.pt -> Pági­nas -> Mel­hor por lig­ação -> adi­cione um fil­tro de respos­ta HTTP “404 não encon­tra­do”. Geral­mente, eu orde­no por “Domínios de Refer­ên­cia”.

    É assim que aparece para o 1800flowers.com:

    Olhan­do para o primeiro URL no archive.org, vejo que era ante­ri­or­mente a pági­na do Dia da Mãe. Ao redi­re­cionar esta pági­na para a ver­são atu­al, recu­per­aria 225 lig­ações de 59 web­sites difer­entes e exis­tem muito mais oportunidades.

    Dev­erá uti­lizar um redi­re­ciona­men­to 301 em todos os URLs anti­gos para seus locais atu­ais para recu­per­ar esse val­or perdido.

    Adicionar ligações internas

    Lig­ações inter­nas são links de uma pági­na do seu web­site para out­ra pági­na do seu web­site. Estas aju­dam as suas pági­nas a serem encon­tradas e tam­bém aju­dam a mel­ho­rar o posi­ciona­men­to das pági­nas. Temos uma fer­ra­men­ta den­tro da Audi­to­ria de Wes­bites chama­da Opor­tu­nidades de lig­ações que aju­da a localizar rap­i­da­mente estas oportunidades.

    Adiciona notação schema

    Notação Schema é um códi­go que aju­da os motores de pesquisa a enten­der mel­hor o seu con­teú­do e ofer­ece muitos recur­sos que podem aju­dar o seu web­site a destacar-se dos restantes nos resul­ta­dos de pesquisa. O Google tem uma gale­ria de pesquisa que mostra os vários recur­sos de pesquisa e o Schema necessário para que o seu web­site se qualifique.


    Os pro­je­tos sobre os quais falare­mos neste capí­tu­lo são todos bons para se focar, mas podem exi­gir mais tra­bal­ho e ter menos bene­fí­cios do que os pro­je­tos de gan­ho rápi­do do capí­tu­lo ante­ri­or. Isto não sig­nifi­ca que não o deve faz­er, é ape­nas para o aju­dar a ter uma ideia de como pri­orizar vários projetos.

    Sinais de experiência da página

    Estes são fatores de posi­ciona­men­to menores, mas ain­da assim são coisas que dese­ja con­sid­er­ar para o bem dos seus uti­lizadores. Cobrem aspec­tos do web­site que afe­tam a exper­iên­cia do uti­lizador (UX, user expe­ri­ence, em inglês).

    Sinais Vitais Web

    Sinais Vitais Web (Core Web Vitals, em inglês) são as métri­c­as de veloci­dade que fazem parte dos sinais de Exper­iên­cia da Pági­na do Google uti­liza­dos ​​para medir a exper­iên­cia do uti­lizador. As métri­c­as medem o car­rega­men­to com Largest Con­tent­ful Paint (LCP), a esta­bil­i­dade visu­al com Cumu­la­tive Lay­out Shift (CLS) e a inter­a­tivi­dade com First Input Delay (FID).

    HTTPS

    HTTPS pro­tege a comu­ni­cação entre o seu brows­er e o servi­dor de ser inter­c­eta­da e adul­ter­a­da por inva­sores. Isto fornece con­fi­den­cial­i­dade, inte­gri­dade e aut­en­ti­cação para a grande maio­r­ia do tráfego WWW de hoje. Dev­erá pre­tender que as suas pági­nas sejam car­regadas em HTTPS e não em HTTP.

    Qual­quer site que mostre um ícone de cadea­do na bar­ra de endereço está a uti­lizar HTTPS.

    Otimização para mobile

    De for­ma sim­ples, isto ver­i­fi­ca se as pági­nas do web­site são exibidas cor­re­ta­mente e são facil­mente uti­lizadas por pes­soas em dis­pos­i­tivos móveis.

    Como saber se o seu web­site é otimiza­do mobile? Veja o relatório “Usabil­i­dade em dis­pos­i­tivos móveis” no Google Search Con­sole.

    Este relatório infor­ma se algu­ma das suas pági­nas tem prob­le­mas de com­pat­i­bil­i­dade com dis­pos­i­tivos móveis.

    Navegação protegida

    Estas são ver­i­fi­cações para garan­tir que as pági­nas não sejam enganosas, não inclu­am mal­ware e não ten­ham down­loads prejudiciais.

    Intersticiais

    Inter­sti­ci­ais blo­queiam a visu­al­iza­ção de con­teú­do. Estes são pop-ups que cobrem o con­teú­do prin­ci­pal com o qual os uti­lizadores podem inter­a­gir antes de sairem da página.

    Hreflang — para múltiplas linguagens

    Hre­flang é um atrib­u­to HTML uti­liza­do para especi­ficar o idioma e a seg­men­tação geográ­fi­ca de uma pági­na da web. Se tiv­er várias ver­sões da mes­ma pági­na em difer­entes idiomas, poderá usar a tag hre­flang para infor­mar os motores de pesquisa, como o Google, sobre essas vari­ações. Isto aju­da-os a fornecer a ver­são cor­re­ta para os seus utilizadores.

    Manutenção geral / saúde do website

    É prováv­el que estas tare­fas não ten­ham muito impacto no seu posi­ciona­men­to, mas geral­mente são boas coisas a cor­ri­gir para a exper­iên­cia do utilizador.

    Ligações quebradas

    Lig­ações que­bradas são lig­ações no seu web­site que apon­tam para recur­sos inex­is­tentes — estes podem ser inter­nos (ou seja, para out­ras pági­nas no seu domínio) ou exter­nos (isto é, para pági­nas noutros domínios).

    Pode encon­trar rap­i­da­mente lig­ações que­bradas no seu web­site com a Audi­to­ria de Web­sites no relatório Lig­ações. É gra­tu­ito nas Fer­ra­men­tas para Web­mas­ters da Ahrefs.

     

    Cadeias de redirecionamento

    As cadeias de redi­re­ciona­men­to são uma série de redi­re­ciona­men­tos que acon­te­cem entre o URL ini­cial e o URL de destino.

    Pode encon­trar rap­i­da­mente cadeias de redi­re­ciona­men­to no seu web­site com a Audi­to­ria de Web­sites no relatório Lig­ações. É gra­tu­ito nas Fer­ra­men­tas para Web­mas­ters da Ahrefs.


    Estas fer­ra­men­tas aju­dam a mel­ho­rar os aspec­tos téc­ni­cos do seu website.

    Google Search Console

    O Google Search Con­sole (ante­ri­or­mente Google Web­mas­ter Tools) é um serviço gra­tu­ito do Google que aju­da a mon­i­tor­izar e solu­cionar prob­le­mas de aparên­cia do seu web­site nos resul­ta­dos de pesquisa.
    Utilize‑o para localizar e cor­ri­gir erros téc­ni­cos, enviar sitemaps, ver prob­le­mas de dados estru­tu­ra­dos e muito mais.

    O Bing e o Yan­dex têm as suas próprias ver­sões e o Ahrefs tam­bém. A Fer­ra­men­ta para Web­mas­ter da Ahrefs é uma fer­ra­men­ta gra­tui­ta que o aju­dará a mel­ho­rar o desem­pen­ho de SEO do seu web­site. Ela per­mite que:

    • Mon­i­tor­ize a saúde de SEO do seu website
    • Ver­i­fique mais de 100 prob­le­mas de SEO
    • Veja todos os seus backlinks
    • Veja todas as palavras-chave com que se posiciona
    • Des­cubra quan­to tráfego as suas pági­nas estão a receber
    • Encon­tre opor­tu­nidades de lig­ações internas
    • É a nos­sa respos­ta às lim­i­tações do Google Search Console.

    Teste de compatibilidade com dispositivos móveis do Google

    O Teste de Com­pat­i­bil­i­dade com Dis­pos­i­tivos Móveis do Google ver­i­fi­ca a facil­i­dade com que um vis­i­tante pode uti­lizar a sua pági­na num dis­pos­i­ti­vo móv­el. Iden­ti­fi­ca tam­bém os prob­le­mas especí­fi­cos de usabil­i­dade em dis­pos­i­tivos móveis, como tex­to muito pequeno para ler, o uso de plug-ins incom­patíveis e muitos mais.

    O teste de com­pat­i­bil­i­dade com dis­pos­i­tivos móveis mostra o que o Google vê ao ras­trear a pági­na. Tam­bém pode usar o Teste de Pesquisa Apri­mora­da para ver o con­teú­do que o Google vê em desk­tops ou dis­pos­i­tivos móveis.

    Chrome DevTools

    Chrome Dev­Tools é a fer­ra­men­ta de depu­ração de pági­nas de web­sites integra­da no Chrome. Utilize‑a para depu­rar prob­le­mas de veloci­dade da pági­na, mel­ho­rar o desem­pen­ho de ren­der­iza­ção da pági­na e muito mais.

    Do pon­to de vista do SEO téc­ni­co, tem uma util­i­dade infinita.

    Barra de Ferramentas Ahrefs

    A Bar­ra de Fer­ra­men­tas de SEO da Ahrefs é uma exten­são gra­tui­ta para o Chrome e o Fire­fox que fornece dados úteis de SEO sobre as pági­nas e web­sites que visita.

    Os seus recur­sos gra­tu­itos são:

    • Relatório de SEO na página
    • Ras­treio de redi­re­ciona­men­to com cabeçal­hos HTTP
    • Ver­i­fi­cador de lig­ações quebradas
    • Mar­cador de ligações
    • Posições SERP (search engine results page)

    Adi­cional­mente, como uti­liza­do da Ahrefs, obtém:

    • Métri­c­as de SEO para cada web­site e pági­na que visi­ta e para os resul­ta­dos de pesquisa do Google
    • Métri­c­as de palavras-chave, como vol­ume de pesquisa e difi­cul­dade de palavras-chave, dire­ta­mente no SERP
    • Expor­tação de resul­ta­dos SERP

    PageSpeed Insights

    O Page­Speed ​​Insights anal­isa a veloci­dade de car­rega­men­to das pági­nas do seu web­site. Jun­ta­mente com a pon­tu­ação de desem­pen­ho, tam­bém mostra recomen­dações acionáveis ​​para faz­er as pági­nas car­regarem mais rápido.

    Vamos encerrar isto

    Tudo isto ape­nas toca a super­fí­cie do SEO téc­ni­co. Isto deve ajudá-lo com o bási­co e muitas das seções têm lig­ações adi­cionais para mer­gul­har mais a fun­do. Exis­tem muitos out­ros tópi­cos que não foram abor­da­dos neste guia, então eu fiz uma lista se você quis­er saber mais.

    Foco especí­fi­co

    Rela­ciona­do com infrastrutura

    Rela­ciona­dos com website

    Proces­sos

    Diver­sos

    Divir­ta-se a explo­rar e a apren­der. Envie-me uma men­sagem no Twit­ter se ficou com algu­ma questão.

    • Websites com ligações 2
    Dados de Explorador de Conteúdo