Como convencer seu chefe a investir em SEO

Avatar
Head of Content @ Ahrefs (or, in plain English, I'm the guy responsible for ensuring that every blog post we publish is EPIC).
Estatísticas do artigo
  • Websites com ligações 2
Dados de Explorador de Conteúdo

Mostra quantos websites diferentes estão a ligar para esta peça de conteúdo. Como regra geral, quantos mais websites ligarem para si, melhor posicionamento terá no Google.

Mostra o tráfego de pesquisa mensal estimado para este artigo de acordo com os dados da Ahrefs. O tráfego atual de pesquisa (como reportado no Google Analytics) é geralmente 3-5 vezes maior.

O número de vezes que este artigo foi partilhado no Twitter.

    Se sabe que SEO seria um bom inves­ti­men­to para a sua empre­sa, o primeiro pas­so é con­seguir a adesão do seu chefe.

    Isto pode ser fácil se estiv­er a tra­bal­har para uma empre­sa de tec­nolo­gia avança­da como a Ahrefs com um chefe que entende o val­or e a importân­cia do SEO, mas pode ser mais um desafio para aque­les com chefes menos expe­ri­entes na web.

    Neste guia, dis­cu­tire­mos como pode con­stru­ir uma dis­cussão em que tem mais chances de con­quis­tar o seu chefe.

    Mas, primeiro, vamos dis­cu­tir breve­mente por que quer faz­er isso …

    O SEO tem o poder de dire­cionar o tráfego e as ven­das para o web­site da sua empre­sa e mel­ho­rar os seus resul­ta­dos finan­ceiros. Se faz parte da equipa de mar­ket­ing da empre­sa para a qual tra­bal­ha, esta é essen­cial­mente a descrição do seu cargo.

    Mas o que gan­ha com isto além de uma pal­mad­in­ha nas costas?

    Se pud­er con­vencer o seu chefe a inve­stir em ideias de mar­ket­ing que con­tribuam pos­i­ti­va­mente para os resul­ta­dos finan­ceiros da sua empre­sa, pode usar isto a seu favor no futuro. Pode usá-lo para obter um aumen­to, uma pro­moção ou ape­nas mais recur­sos. As pos­si­bil­i­dades são infinitas.

    Se acred­i­ta que per­suadir o seu chefe a inve­stir em SEO é a ati­tude cer­ta, a primeira coisa a con­sid­er­ar é que o seu chefe provavel­mente não dá a mín­i­ma importân­cia ao SEO. Só se pre­ocu­pa com os seus resul­ta­dos financeiros.

    Ten­ha isto em mente ao for­mu­lar o seu argumento.

    Se enquadrar o seu argu­men­to de ven­da em torno de coisas que nos entu­si­as­mam, a nós profis­sion­ais de mar­ket­ing, como tráfego, back­links ou autori­dade do web­site, vai perder. Pre­cisa de explicar como o SEO fará o seu chefe gan­har mais din­heiro e o aju­dará a alcançar os seus obje­tivos de negócios.

    Vamos ver como pode faz­er isso pas­so a passo.

    1. Apre­sente o resultado
    2. Explique a sua lógica
    3. Crie um guião
    4. Fale sobre os números
    5. Dis­sipe mitos e enfrente objeções

    Passo 1. Apresente o resultado

    Faz­er com que o seu chefe invista no seu argu­men­to de ven­da des­de o iní­cio é vital. A maneira de faz­er isto é lid­er­ar com o resul­ta­do final. Por out­ras palavras, explique o resul­ta­do pre­tendi­do do que está a lançar.

    Como? Bas­ta preencher os espaços em bran­co da declar­ação abaixo:

    Ao inve­stir em SEO, poder­e­mos alcançar [resul­ta­dos] em [espaço de tempo].

    Cer­ti­fique-se de lig­ar o seu resul­ta­do às metas dos negó­cios. Deve ser algo com que o seu chefe se pre­ocupe, não algo arbi­trário como “mais tráfego” ou “mais backlinks”.

    Por exem­p­lo:

    Ao inve­stir em SEO, podemos diminuir os nos­sos gas­tos com pub­li­ci­dade em 15.000 dólares por mês, sub­sti­tuin­do o tráfego pago por tráfego orgânico.

    Man­ten­ha o resul­ta­do pro­pos­to o mais especí­fi­co pos­sív­el, mas não o tire do ar. Pre­cisa de ser real­ista. Tam­bém é mel­hor prom­e­ter menos do que prom­e­ter demais.

    Passo 2. Explique sua lógica

    Apre­sen­tar um resul­ta­do dese­jáv­el é a parte fácil. Ago­ra pre­cisa de explicar como e porque acred­i­ta que a solução pro­pos­ta (investin­do em SEO) levará ao resul­ta­do proposto. 

    Pre­cisa de dados para isso.

    Por exem­p­lo, dig­amos que tra­bal­ha com ven­das online. Vas­cul­ha a sua con­ta do Google Ads e desco­bre que está a dar lances para 20 palavras-chave no Google Ads no val­or de 15.000 dólares por mês. Olhan­do os seus dados do Google Ana­lyt­ics, vê que, em média, esse tráfego é respon­sáv­el por 40.000 dólares por mês em vendas.

    Se pud­er posi­cionar estas palavras-chave organi­ca­mente com o SEO, poderá obter esse tráfego de for­ma ‘gra­tui­ta’.

    Mel­hor ain­da, como a maio­r­ia das pági­nas que se posi­cionam organi­ca­mente entre as 10 primeiras para uma palavra-chave pop­u­lar tam­bém se posi­cionam para cen­te­nas de out­ras palavras-chave, o posi­ciona­men­to orgâni­co provavel­mente ger­ará mais ven­das do que anúncios.

    Pode esclare­cer este pon­to com o seu chefe conectan­do a pági­na de posi­ciona­men­to supe­ri­or para cada uma das suas palavras-chave alvo no Explo­rador de web­sites da Ahrefs e ver­i­f­i­can­do a métri­ca Val­or do tráfego. Este é o “val­or” esti­ma­do do tráfego de pesquisa orgâni­ca men­sal da página.

    Por out­ras palavras, para a pági­na aci­ma, pre­cis­aria de gas­tar cer­ca de US $ 43.500 por mês no Google Ads para obter o tráfego orgâni­co obti­do de for­ma “gra­tui­ta”.

    Pode até usar estes números para esti­mar o aumen­to poten­cial da recei­ta com o inves­ti­men­to em SEO — e então apre­sen­tar isso ao seu chefe. Explicar as coisas des­ta for­ma mostra que fez o seu tra­bal­ho de casa e que a sua pro­pos­ta não é ape­nas uma ‘tor­ta no céu’.

    Passo 3. Crie um guião

    Se pre­sumir­mos que o seu chefe está con­ven­ci­do do seu argu­men­to de ven­da e pesquisa sóli­dos, a próx­i­ma coisa que vai quer­er saber é como vai pas­sar de A para Z.

    É fácil ficar ato­la­do com o jargão de SEO aqui, então tente man­ter o foco no quadro geral.

    Por exem­p­lo, dig­amos que ras­tre­ou o seu web­site com a Audi­to­ria de web­site da Ahrefs e encon­trou alguns prob­le­mas téc­ni­cos de SEO. Não dê ao seu chefe uma palestra de 30 min­u­tos sobre como a nave­g­ação fac­eta­da do seu web­site está a causar prob­le­mas de con­teú­do dupli­ca­do que pre­cisam de ser cor­rigi­dos com can­on­iza­ção ade­qua­da. Provavel­mente verá os seus olhos vidra­dos como se tivesse começa­do a falar uma lín­gua estranha.

    Se quis­er man­tê-lo do seu lado, man­ten­ha as coisas sim­ples. Neste caso, isso pode sig­nificar mostrar-lhes como o seu Índice de Saúde se com­para des­fa­vo­rav­el­mente ao do seu concorrente.

    Só quer comu­nicar duas coisas aqui:

    1. O que vai faz­er e porquê (mantenha‑o em alto nível)
    2. Quais os recur­sos de que vai precisar

    Os recur­sos incluem fun­cionários, free­lancers, fer­ra­men­tas — tudo o que pre­cisa para exe­cu­tar o seu roteiro.

    Se pre­cis­ar de con­tratar novos fun­cionários ou free­lancers, tam­bém vale a pena con­sid­er­ar e explicar quem irá gerir e treinar essas pes­soas. Quer demon­strar ao seu chefe que tudo está resolvi­do e que o seu plano é realista.

    Passo 4. Fale sobre os números

    Nen­hum chefe dará luz verde a um pro­je­to que provavel­mente não ger­ará retorno sobre o inves­ti­men­to. Se acabou de lis­tar um monte de recur­sos, eles provavel­mente estão a per­gun­tar-se: ‘quan­to vai cus­tar tudo isso?’

    Ago­ra é a hora de respon­der a esta pergunta.

    O proces­so em si é bas­tante sim­ples. Bas­ta definir o preço de todos os recur­sos sobre os quais acabou de falar numa planil­ha. Isto é sim­ples o sufi­ciente para fer­ra­men­tas e soft­ware de SEO, já que a maio­r­ia deles tem pági­nas públi­cas de preços. Bas­ta escol­her o plano certo.

    Para fun­cionários e free­lancers, pro­cure no google os salários médios ou taxas médias por hora em web­sites de freelancers.

    O Upwork tem alguns dados inter­es­santes sobre isso:

    Esta é a aparên­cia da fol­ha de cál­cu­lo final:

    Emb­o­ra seja um bom começo, não diz nada ao seu chefe sobre o ROI — que é o que impor­ta. Infe­liz­mente, isto é mais difí­cil de cal­cu­lar do que parece, porque os seus esforços de SEO con­tin­uarão a dar fru­tos muito depois do tér­mi­no do pro­je­to inicial.

    Por este moti­vo, faz mais sen­ti­do cri­ar um grá­fi­co de “pon­to de equi­líbrio”. Isto mostra quan­to tem­po vai demor­ar para recu­per­ar o inves­ti­men­to em SEO.

    Por exem­p­lo, dig­amos que o cus­to esti­ma­do do seu pro­je­to é de 5.127 dólares por mês. Como o SEO leva tem­po, ser­e­mos pes­simis­tas e não assumire­mos nen­hum aumen­to de recei­ta nos primeiros seis meses antes de aumen­tar grad­ual­mente para 40.000 dólares e elim­i­nar a neces­si­dade de gas­tos com anún­cios no mês doze.

    Esta seria a aparência:

    Pode ver que, neste caso, o perío­do de “equi­líbrio” ocorre no mês 12.

    Lem­bre-se ape­nas de usar números con­ser­vadores aqui. Afi­nal, não quer que o seu chefe respire fun­do no seu pescoço no segun­do em que o perío­do de “equi­líbrio” pro­pos­to chegar. Tam­bém deve deixar claro que estas são ape­nas esti­ma­ti­vas; não pode garan­tir nada.

    Passo 5. Dissipe mitos e enfrente objeções

    Deve estar quase em casa e seco nes­ta fase, mas o seu chefe provavel­mente ain­da terá algu­mas per­gun­tas e pre­ocu­pações. Respon­der a essas per­gun­tas exi­girá um pouco de reflexão, pois as per­gun­tas vari­am, mas algu­mas pre­ocu­pações comuns ten­dem a surgir. 

    Vejamos algu­mas delas.

    SEO não é apenas banha da cobra?”

    Dado o número de serviços de SEO des­on­estos no mer­ca­do (ten­ho a certeza de que todos nós recebe­mos essas lig­ações prom­e­tendo posições de primeira pági­na), esta é uma per­gun­ta mais do que justa.

    Mas como enfrentar isto sem ficar muito na defensiva?

    O mel­hor pon­to de par­ti­da é a hon­esti­dade. Explique que, emb­o­ra alguns prestaadores de serviços de SEO “ban­ha da cobra” se aproveit­em de pro­pri­etários de empre­sas vul­neráveis, o proces­so de SEO em si é legí­ti­mo. É sim­ples­mente o proces­so de influ­en­ciar os fatores de posi­ciona­men­to do Google con­heci­dos para aju­dar as pági­nas a ter um posi­ciona­men­to mais ele­va­do nos resul­ta­dos de pesquisa.

    Tam­bém pode usar a “pro­va social” a seu favor. Por exem­p­lo, pode mostrar que 60% dos profis­sion­ais de mar­ket­ing dizem que as práti­cas de inbound mar­ket­ing, como SEO, são a sua fonte de leads de mais alta qualidade:

    Se quis­er ir mais longe, con­sidere mostrar ao seu chefe as métri­c­as de ‘Val­or do tráfego’ do Explo­rador de web­sites da Ahrefs para con­cor­rentes que estão a dar-se bem. Explicar como o con­cor­rente A obtém uma esti­ma­ti­va de XXXX vis­i­tas orgâni­cas por mês avali­adas em XXXX dólares provavel­mente irá esclare­cer quão bem o SEO pode funcionar.

    O SEO não leva uma eternidade?”

    Esta é out­ra questão em que a hon­esti­dade é a mel­hor políti­ca, porque SEO real­mente leva tem­po. As posições não acon­te­cem da noite para o dia, e qual­quer pes­soa que diga o con­trário provavel­mente está a vender “óleo de cobra”.

    Na ver­dade, de acor­do com o nos­so estu­do de dois mil­hões de palavras-chave, ape­nas 5,7% das pági­nas estão entre as 10 primeiras num ano:

    A maio­r­ia dos chefes sabe que não há solução mág­i­ca em mar­ket­ing, então explicar que algo leva tem­po não é nec­es­sari­a­mente uma coisa má. Mostra que entende como as coisas fun­cionam e que tem uma visão real­ista. Pense nis­to como algo pos­i­ti­vo, não negativo.

    E se formos eliminados por uma atualização/correção do Google?”

    As atu­al­iza­ções e cor­reções do Google são tópi­cos assus­ta­dores, e com razão. Muitos web­sites viram o seu tráfego orgâni­co ser elim­i­na­do prati­ca­mente da noite para o dia após uma correção. 

    Aqui está ape­nas um exemplo:

    Históri­co de tráfego orgâni­co esti­ma­do através do Explo­rador de web­sites da Ahrefs.

    Se estiv­er a seguir as mel­hores práti­cas “éti­cas” de SEO, as cor­reções man­u­ais não são algo com que pre­cise de se preocupar.

    No entan­to, o Google atu­al­iza os seus algo­rit­mos de posi­ciona­men­to várias vezes por ano. Isto pode afe­tar neg­a­ti­va­mente o tráfego, mas é improváv­el que o destrua com­ple­ta­mente. Nor­mal­mente, verá ape­nas uma ligeira que­da ou gan­ho no tráfego — ou nen­hu­ma alteração.

    Pensamentos finais

    Con­vencer o seu chefe a inve­stir em SEO pode ser difí­cil, mas os bene­fí­cios podem ser imen­sos. Nós somos a pro­va dis­so. Os nos­sos inves­ti­men­tos em con­teú­do foca­do em SEO colo­caram inúmeros clientes no nos­so cam­in­ho e aju­daram a colo­car a nos­sa mar­ca firme­mente no mapa da indús­tria de SEO.

    Se quer o mes­mo para sua empre­sa, pre­cisa de apren­der a falar a lín­gua do seu chefe e enquadrar as coisas de uma for­ma que ressoe com estes. Man­ten­ha o jargão de SEO para con­ver­sas com cole­gas com ideias semelhantes.

    Tem questões? Diga-me no Twit­ter.

    • Websites com ligações 2
    Dados de Explorador de Conteúdo