Como Encontrar Palavras-Chave de Baixa Concorrência para SEO

Avatar
Head of Content @ Ahrefs (or, in plain English, I'm the guy responsible for ensuring that every blog post we publish is EPIC).
Article stats
  • Linking websites 2
Data from Content Explorer

Shows how many different websites are linking to this piece of content. As a general rule, the more websites link to you, the higher you rank in Google.

Shows estimated monthly search traffic to this article according to Ahrefs data. The actual search traffic (as reported in Google Analytics) is usually 3-5 times bigger.

The number of times this article was shared on Twitter.

    Toda a gente quer posi­cionar-se para palavras-chave com­pet­i­ti­vas, mas rara­mente é pos­sív­el em cur­to-pra­zo. Se o seu web­site é novo ou rel­a­ti­va­mente descon­heci­do, a real­i­dade é que terá pou­ca prob­a­bil­i­dade de se posi­cionar para palavras-chave com­pet­i­ti­vas tão cedo.

    Isso sig­nifi­ca que não deve apon­tar para palavras-chave com­pet­i­ti­vas? Não. Mas sig­nifi­ca que deve procu­rar palavras-chave de con­cor­rên­cia mais baixa a cur­to prazo.

    Nes­ta pub­li­cação irá apren­der como encon­trar opor­tu­nidades de palavras-chave fáceis em poucos pas­sos, e como ter a certeza que essas palavras-chaves são ver­dadeira­mente de baixa con­cor­rên­cia e fáceis de con­seguir um bom posicionamento.

    Siga estes 3 pas­sos para encon­trar rap­i­da­mente mil­hares de palavras-chave com alto vol­ume e baixa concorrência.

    1. Tópicos de Brainstorm

    Pense o que o seu públi­co-alvo pode estar a procu­rar no Google e reg­iste essas ideias. Não pre­cisa de ten­tar adi­v­in­har fras­es exatas aqui; ape­nas anote temas abrangentes.

    Por exem­p­lo, se vende com­puta­dores e peças online, estas podem ser:

    • com­puta­dor
    • portátil
    • mac­book
    • imac
    • dis­co rígido

    Não pense demais sobre isto. Reg­iste o que lhe vier à cabeça. 

    Avance para o pas­so dois quan­do tiv­er 5–10 ideias. 

    2. Expanda as suas ideias com uma ferramenta de pesquisa de palavras-chave

    Insira as suas ideias numa fer­ra­men­ta de pesquisa de palavras-chave como o Explo­rador de Palavras-chave da Ahrefs, depois vá ao relatório Cor­re­spondên­cia de Fras­es. Verá ideias de palavras-chave, incluin­do uma ou mais palavras e fras­es que ten­ha inseri­do, com­ple­to com vol­ume de pesquisas men­sais e out­ras métri­c­as de SEO.

    3. Filtre para palavras-chave de baixa “dificuldade”

    Muitas fer­ra­men­tas de pesquisa de palavras-chave têm uma clas­si­fi­cação de difi­cul­dade. A nos­sa é chama­da de Key­word Dif­fi­cul­ty (KD)  — em por­tuguês, difi­cul­dade de palavras-chave — e é uma rep­re­sen­tação numéri­ca de quão difí­cil é posi­cionar-se no top 10 do Google para um ter­mo de pesquisa.

    No relatório de Cor­re­spondên­cia de frase, fil­tre por palavras-chave com uma clas­si­fi­cação KD de 0 a 10 para encon­trar palavras-chave de “baixa competição”.

    Pode ver aci­ma que con­seguimos encon­trar mais de 167.000 palavras-chave em ape­nas cin­co tópi­cos “sementes”. Se quis­er restringir esta lista, bas­ta adi­cionar um fil­tro de vol­ume mín­i­mo de pesquisa mensal.

    Sim e não.

    O Google usa cen­te­nas de sinais de posi­ciona­men­to, por isso é sim­ples­mente impos­siv­el uma fer­ra­men­ta de SEO de ter­ceiros des­en­crip­tar todos e cal­cu­lar uma métri­ca de difi­cul­dade de palavra-chave “pre­cisa”. É irre­al­ista e prati­ca­mente impos­sív­el, espe­cial­mente se con­sid­er­ar que muitos destes “fatores de posi­ciona­men­to” são mera espec­u­lação e nun­ca foram con­fir­ma­dos pelo Google.

    Tam­bém é impor­tante perce­ber que cada fer­ra­men­ta de SEO usa uma fór­mu­la úni­ca para a sua clas­si­fi­cação de difi­cul­dade de palavras-chave, o que jus­ti­fi­ca o porquê das clas­si­fi­cações serem muitas vezes bas­tante difer­entes de fer­ra­men­ta para ferramenta.

    Na Ahrefs, o cál­cu­lo da nos­sa clas­si­fi­cação de difi­cul­dade de palavras-chave (DPC) é sim­ples: peg­amos na média pon­der­a­da do número de domínios de refer­ên­cia (web­sites com lig­ações) que apon­tam para as 10 primeiras pági­nas. Isto sig­nifi­ca que as pági­nas de clas­si­fi­cação supe­ri­or para palavras-chaves com DPC alto têm muitos back­links e as pági­nas de clas­si­fi­cação  supe­ri­or para palavras-chaves com DPC baixo têm poucos backlinks.

    Nota.
    Se está a uti­lizar uma fer­ra­men­ta de pesquisa de palavras-chave que não a da Ahrefs, no suporte, per­gunte como eles cal­cu­lam a clas­si­fi­cação de difi­cul­dade de palavras-chave. Não poderá usá-la efe­ti­va­mente se não sabe como funciona. 

    Ten­do em con­ta que os back­links são indisc­u­tivel­mente o fator de posi­ciona­men­to mais impor­tante, a nos­sa clas­si­fi­cação de difi­cul­dade de palavras-chave é geral­mente um bom méto­do para a difi­cul­dade de posi­ciona­men­to. Se uma palavra-chave tiv­er uma baixa clas­si­fi­cação de KD, será de “baixa com­petição” no sen­ti­do em que não terá provavel­mente que con­stru­ir ou gan­har muitos back­links para competir.

    Mas não dev­erá jul­gar a con­cor­rên­cia ape­nas com base nes­ta métri­ca. Há out­ros fatores que pre­cisa de con­sid­er­ar antes de apon­tar para uma palavra-chave.

    Vamos ver três dos mais importantes.

    1. Intenção de pesquisa
    2. Autori­dade do Website
    3. Back­links de alta qualidade

    Intenção de pesquisa

    Mes­mo que uma palavra-chave seja de muito baixa difi­cul­dade, terá de faz­er um esforço para se posi­cionar nes­sa palavra-chave sem cri­ar o tipo de con­teú­do que os uti­lizadores estão à procu­ra. Então, quan­do fiz­er pesquisa de palavras-chave, vale a pena olhar para palavras-chave que, de fac­to, fazem sen­ti­do para o tipo de con­teú­do que pre­tende criar.

    Os qua­tro tipos de palavras-chave abrangentes são:

    1. Infor­ma­ti­vo. O uti­lizador procu­ra por infor­mações sobre um tópico.
    2. Nave­g­ação. O uti­lizador procu­ra por um web­site específico.
    3. Inves­ti­gação com­er­cial. O uti­lizador procu­ra com­prar um pro­du­to ou serviço em par­tic­u­lar, mas não decid­iu ain­da qual comprar.
    4. Transa­cional. O uti­lizador está à procu­ra de com­prar algo.

    Muitas vezes, pode saber em que tipo a sua palavra-chave se enquadra por mod­i­fi­cadores de palavra-chave uti­liza­dos na con­sul­ta. Se con­tiv­er palavras como “com­prar” or “bara­to”, é provavel­mente uma con­sul­ta transa­cional. Se con­tiv­er palavras como “como”, “o que” ou “onde”, então é provavel­mente informativo. 

    Aqui está uma fol­ha ráp­i­da de dicas de mod­i­fi­cadores de palavras-chave:

    No Explo­rador de Palavras-chave da Ahrefs, pode encon­trar ideias de palavras-chave que se enquadram em qual­quer um destes seg­men­tos usan­do o fil­tro “Incluir”.

    Por exem­p­lo, se estiv­er à procu­ra de palavras-chave transa­cionais de baixa con­cor­rên­cia, veja como o faria:

    1. Insira as palavras-chave semente
    2. Escol­ha o relatório de ideias de palavras-chave “Cor­re­spondên­cia de frase”
    3. Fil­tre por palavras-chave de baixa con­cor­rên­cia com o fil­tro KD (KD < 10)
    4. Adi­cione palavras como “com­prar” e “bara­to” ao fil­tro “Incluir”
    5. Car­regue no botão “Qual­quer palavra”

    Se está à procu­ra de palavras-chave infor­ma­ti­vas de baixa con­cor­rên­cia para um blog, poderá faz­er a mes­ma coisa com mod­i­fi­cadores infor­ma­tivos. Mas um méto­do ain­da mais rápi­do é usar o relatório Per­gun­tas, que lhe mostra ideias de palavras-chave escritas como perguntas.

    Sai­ba que, emb­o­ra o fil­tro por mod­i­fi­cadores de palavras-chave fun­cione, está longe de ser infalív­el porque as palavras-chave com mod­i­fi­cadores nem sem­pre se alin­ham com o tipo de pesquisa esper­a­do.
    Pense numa palavra-chave como “mel­hor com­pra máquinas de café” (Best buy cof­fee mak­er, em inglês).

    Ape­sar de ter o mod­i­fi­cador transa­cional “com­pra”, não é uma palavra-chave transa­cional. É nave­ga­cional porque as pes­soas estão à procu­ra de resul­ta­dos da Best Buy (mel­hor com­pra, em por­tuguês) — uma pop­u­lar loja de eletróni­ca Norte Americana.

    Isso desta­ca ain­da mais como a intenção de pesquisa pode afe­tar a com­petição de palavras-chave. Emb­o­ra esta con­sul­ta ten­ha uma pon­tu­ação de difi­cul­dade de palavra-chave de 1, não é uma com­petição baixa porque é uma palavra-chave de nave­g­ação. Nun­ca vai super­ar a Best Buy, não impor­ta o que faça, porque eles estão posi­ciona­dos em todos os 10 resul­ta­dos na primeira pági­na do Google.

    Autoridade do Website

    A clas­si­fi­cação do domínio (DR) — domain rat­ing, em inglês -, mede a autori­dade de um web­site numa escala de zero a cem com base no seu per­fil de backlinks.

    Muitos profis­sion­ais de SEO acred­i­tam que o Google uti­liza algum tipo de métri­ca de autori­dade do web­site no seu algo­rit­mo de posi­ciona­men­to, mas John Mueller do Google declar­ou pub­li­ca­mente que isso não é ver­dade em inúmeras ocasiões.

    Não usamos autori­dade de domínio nos nos­sos algoritmos.

    De qual­quer for­ma, notará que, para algu­mas palavras-chave aparente­mente de baixa con­cor­rên­cia com baixas pon­tu­ações de KD, todas as pági­nas de mel­hor clas­si­fi­cação vêm de web­sites com DR muito altos.

    Caso em questão, “sandálias pretas”:

    Ape­sar de ter uma pon­tu­ação de difi­cul­dade de palavra-chave de ape­nas 1, a clas­si­fi­cação média do domínio para a primeira pági­na de resul­ta­dos é 86 e o ​​menor DR que vemos é 76.

    Isto pro­va que a autori­dade do web­site é um fator de posicionamento?

    Não nec­es­sari­a­mente. É dis­cutív­el se se tra­ta mais do val­or da mar­ca do que da autori­dade do web­site. As grandes mar­cas provavel­mente dom­i­nam o SERP porque é onde a maio­r­ia das pes­soas dese­ja faz­er compras.

    Infe­liz­mente, não pode faz­er muito sobre isto se tiv­er um site e uma mar­ca “mais fra­cos”. Provavel­mente terá difi­cul­dade para posi­cionar-se com palavras-chave em que o val­or da mar­ca parece desem­pen­har um papel.

    O que nos leva a um pon­to importante:

    A difi­cul­dade de posi­ciona­men­to é relativa.

    Para a loja Tar­get, “sandálias pre­tas” é uma palavra-chave de baixa com­petição porque tem autori­dade e val­or de mar­ca para se posi­cionar. Se é uma peque­na e famil­iar loja de sap­atos, “sandálias pre­tas” é uma palavra-chave de alta com­petição porque não está na mes­ma liga das grandes mar­cas que dom­i­nam o SERP.

    Isso sig­nifi­ca que é impos­sív­el para mar­cas com menos autori­dade e menos con­heci­das super­ar as grandes? Não. Só vai ser mais difí­cil, por isso é algo a ter em mente ao procu­rar palavras-chave de baixa concorrência.

    A difi­cul­dade de palavras-chave leva em con­sid­er­ação a quan­ti­dade de back­links que apon­tam para as pági­nas mais bem posi­cionadas, mas não a sua qual­i­dade. Seria pre­ciso con­sid­er­ar muitos aspec­tos para avaliar a qual­i­dade de uma lig­ação, incluindo: 

    • Relevân­cia do web­site e pági­na com ligação
    • Autori­dade do web­site e pági­na com ligação
    • Posi­ciona­men­to da lig­ação na página
    • Tex­to ânco­ra da ligação
    • Esta­do fol­low vs. nofollow

    É prati­ca­mente impos­sív­el levar todas estas coisas e muito mais em con­sid­er­ação ao preparar uma pon­tu­ação de difi­cul­dade de palavra-chave, então man­te­mos as coisas sim­ples e con­sis­tentes olhan­do ape­nas para o número médio de domínios de refer­ên­cia (web­sites com lig­ação) a apon­tar para as primeiras 10 páginas.

    Por esta razão, vale sem­pre a pena ver­i­ficar man­ual­mente os per­fis de back­link das pági­nas de mel­hor posi­ciona­men­to, porque quan­ti­dade não é tudo.

    Para ilus­trar, vamos ver o número de domínios com refer­ên­cia às pági­nas mel­hor posi­cionadas para duas palavras-chave com pon­tu­ações KD igual­mente baixas:

    À primeira vista, parece mais fácil clas­si­ficar a segun­da palavra-chave porque a pági­na com a qual está a com­pe­tir tem menos lig­ações. Mas o que impor­ta mes­mo é a qual­i­dade das lig­ações.

    Para a pági­na com 14 RDs (refer­ring domains, o número de domínios com refer­ên­cias à pági­na no topo), 94% dos back­links são fol­low, com a maio­r­ia a vir de pági­nas e web­sites rel­e­vantes e com autori­dade. Estes, maior­i­tari­a­mente, têm tam­bém ânco­ras relevantes.

    Para a pági­na com 92 RDs, 96% dos back­links são nofol­low, com a maio­r­ia a vir de pági­nas em web­sites de códi­gos de descon­to de baixa autori­dade. Estes tam­bém têm ânco­ras de URL quase nuas.

    Nota.
    O nofol­low dá dicas ao Google de que as lig­ações não devem influ­en­ciar o posi­ciona­men­to, mas eles podem optar por igno­rar essa dica. Sai­ba mais aqui.

    Na ver­dade, exis­tem indisc­u­tivel­mente ape­nas dois back­links “ok” a apon­tar para a pági­na com 92 RDs. Ao pas­so que a maio­r­ia das lig­ações que apon­tam para a pági­na com ape­nas 14 RDs são rel­e­vantes e de alta qual­i­dade.

    Em suma
    , tudo o resto sendo igual, provavel­mente seria mais fácil super­ar a pági­na com 92 RDs do que a pági­na com 14 RDs. Por­tan­to, ape­sar de ter as mes­mas pon­tu­ações de KD, “mel­hor café para bebi­da fria” é indisc­u­tivel­mente uma palavra-chave menos com­pet­i­ti­va do que “mel­hor con­jun­to de pesca com fly para iniciantes”.

    Muitas pes­soas optam por palavras-chave de baixa con­cor­rên­cia porque não acham que podem posi­cionar-se bem em mais nen­hu­ma. Mes­mo que isso seja ver­dade a cur­to pra­zo, palavras-chave de con­cor­rên­cia alta podem ser opor­tu­nidades por difer­entes motivos.

    Lem­bre-se que a pon­tu­ação de difi­cul­dade de palavras-chave do Ahrefs é basea­da em back­links. Isso sig­nifi­ca que, em média, as pági­nas com mel­hor posição para palavras-chave com alto KD têm muitos backlinks.

    Por out­ras palavras, palavras-chave de con­cor­rên­cia alta cos­tu­mam ser óti­mos tópi­cos para isco de lig­ação — con­teú­do que é for­mu­la­do especi­fi­ca­mente para atrair ligações.

    Para encon­trar estes tópi­cos, faça o opos­to do que fazia antes. Em vez de fil­trar por palavras-chave com baixas pon­tu­ações KD, fil­tre por palavras-chave com pon­tu­ações KD altas.

    Por exem­p­lo, se tem um web­site sobre cur­rícu­los, deve:

    1. Ir ao Explo­rador de Palavras-chave
    2. Inserir uma palavra-chave ”semente” rel­e­vante (por exem­p­lo, “cur­rícu­lo”)
    3. Vá ao relatório Questões
    4. Fil­tre por palavras-chave com alta pon­tu­ação KD (por exem­p­lo, mais de 50)

    Se ver­i­ficar a visão ger­al do SERP para qual­quer uma destas palavras-chave, dev­erá desco­brir que muitas das pági­nas com mel­hor posição têm muitos backlinks.

    Neste caso, se criou o mel­hor guia para escr­ev­er um cur­rícu­lo na web, as pes­soas com lig­ações para as pági­nas exis­tentes seri­am óti­mas per­spec­ti­vas de lig­ações. Só pre­cisa de entrar em con­tac­to com um moti­vo con­vin­cente para eles cri­arem uma lig­ação para si.

    Obten­ha back­links de alta qual­i­dade sufi­cientes para a sua pági­na e é prováv­el que con­si­ga posi­cionar-se, mes­mo que não ten­ha autori­dade e val­or de marca.

    De qual­quer modo, há dois out­ros bene­fí­cios em apon­tar a palavras-chave de alta com­petição (mes­mo se não se posi­cionar bem):

    1. Pode aumen­tar a autori­dade do web­site. O val­or e a autori­dade da mar­ca não apare­cem do nada. Eles são prin­ci­pal­mente um sub­pro­du­to das ligações.
    2. Pode pas­sar esta “autori­dade” para pági­nas impor­tantes. Uti­lize lig­ações inter­nas de “isco de lig­ação” de alta autori­dade para impul­sion­ar pági­nas rel­e­vantes que visam palavras-chave de baixa concorrência. 

    Este segun­do bene­fí­cio é o que gosta­mos de chamar de Téc­ni­ca do Intermediário.

    É uma for­ma inteligente de aumen­tar a “autori­dade” de pági­nas chatas para as quais é difí­cil obter ligações.

    Leitu­ra recomen­da­da: Uma Estraté­gia de SEO Sim­ples (O Méto­do do “Inter­mediário”)

    Pensamentos finais

    A com­pet­i­tivi­dade das palavras-chave é rel­a­ti­va. Como nen­hu­ma pon­tu­ação de difi­cul­dade de palavras-chave tem em con­sid­er­ação tudo o que afe­ta a con­cor­rên­cia, deve sem­pre rev­er man­ual­mente as pági­nas de mel­hor posição antes de cri­ar conteúdo.

    Se não fiz­er isto, pode acabar a procu­rar palavras-chave que não são de baixa con­cor­rên­cia. Emb­o­ra não haja nada de erra­do com isso, estas palavras-chave devem ser alvos a médio ou lon­go pra­zo, não alvos a cur­to prazo.

    Tem questões? Diga-me no Twit­ter.

    • Linking websites 2
    Data from Content Explorer