Melhor Monitor de Posição: Escolher o Certo para Si

Avatar
Head of Content @ Ahrefs (or, in plain English, I'm the guy responsible for ensuring that every blog post we publish is EPIC).
Estatísticas do artigo
  • Websites com ligações 2
Dados de Explorador de Conteúdo

Mostra quantos websites diferentes estão a ligar para esta peça de conteúdo. Como regra geral, quantos mais websites ligarem para si, melhor posicionamento terá no Google.

Mostra o tráfego de pesquisa mensal estimado para este artigo de acordo com os dados da Ahrefs. O tráfego atual de pesquisa (como reportado no Google Analytics) é geralmente 3-5 vezes maior.

O número de vezes que este artigo foi partilhado no Twitter.

    Todos querem ter uma bom posição no Google porque uma boa posição leva a mais tráfego orgâni­co.

    Mas para começar a enten­der onde se posi­ciona pre­cis­ará de um mon­i­tor de posição.

    Neste guia, apren­derá como escol­her o mon­i­tor de posição cer­to e como o usar para mel­ho­rar o SEO. 

    Mas primeiro, vamos ter a certeza de que esta­mos na mes­ma página.

    O ras­treio de posição é o proces­so de ver­i­fi­cação de posi­ciona­men­to no motor de pesquisa para deter­mi­nadas palavras-chave ao lon­go do tem­po. Um mon­i­tor de posição é o soft­ware ou fer­ra­men­ta que autom­a­ti­za este processo.

    O ras­treio de posição aju­da a perce­ber quais as palavras-chave e pági­nas que mais pre­cisam da sua atenção, mas este não é o úni­co moti­vo pelo qual é impor­tante. Tam­bém lhe dá algu­mas dicas sobre se os seus esforços de SEO estão a valer a pena.

    Por exem­p­lo, a nos­sa vis­i­bil­i­dade para todas as nos­sas palavras-chave ras­treadas está a mel­ho­rar com o tempo:

    Isto mostra-nos que os nos­sos esforços de SEO estão a ter o efeito dese­ja­do, no ger­al. Se a vis­i­bil­i­dade estivesse a diminuir, isso pode­ria ser algo que gostaríamos de inves­ti­gar mais a fun­do para apri­morar a nos­sa estraté­gia de SEO.

    A maio­r­ia dos mon­i­tores de posi­ciona­men­to tam­bém ofer­e­cem várias maneiras de dis­se­car os dados para obter perceções ain­da mais acionáveis, sobre os quais falare­mos em breve.

    Por que não pode simplesmente verificar a posição por si?

    Os ras­treios de posi­ciona­men­to econ­o­mizam tem­po ao autom­a­ti­zar o proces­so de ras­trea­men­to de posição. Mas se tiv­er ape­nas algu­mas palavras-chave para ras­trear, pode estar a ques­tionar-se porque não bas­ta escrevê-las no Google e ver­i­ficar as posições do rank­ing manualmente.

    A respos­ta é que a ver­i­fi­cação man­u­al de posi­ciona­men­to rara­mente ofer­ece uma visão pre­cisa da real­i­dade porque os resul­ta­dos de pesquisa do Google são alta­mente per­son­al­iza­dos com base em coisas como:

    • Local­iza­ção
    • Históri­co de navegação
    • Lín­gua
    • Dis­pos­i­ti­vo (computador/telemóvel)

    Por exem­p­lo, estes são os resul­ta­dos da pesquisa de “como faz­er pan­que­cas” no Reino Unido:

    Se usar­mos a bar­ra de fer­ra­men­tas SEO da Ahrefs para sim­u­lar exata­mente a mes­ma pesquisa nos Esta­dos Unidos, os resul­ta­dos serão com­ple­ta­mente diferentes:

    Isto acon­tece porque a definição de pan­que­cas varia entre os país­es. No Reino Unido, é uma bar­ra de aveia. Nos EUA e no Canadá, é um crepe.

    Que tal ficar anónimo? 

    Usar um sep­a­rador anón­i­mo do nave­g­ador resolve o prob­le­ma de per­son­al­iza­ção com base no históri­co de nave­g­ação, mas não resolve mais nada. O seu endereço IP per­manece visív­el, então o Google ain­da irá per­son­alizar os resul­ta­dos da pesquisa com base na sua local­iza­ção e idioma detetados.

    Por exem­p­lo, aqui está a pesquisa “como faz­er pan­que­cas” num sep­a­rador anón­i­mo de navegação:

    O Google ain­da mostra receitas de pan­que­cas britâni­cas porque sabe o meu endereço IP.

    Con­clusão: mes­mo se quis­er ape­nas ver­i­ficar o posi­ciona­men­to de uma ou duas palavras-chave, deve usar um ver­i­fi­cador de posição. Se não quis­er pagar para ter um, exper­i­mente o nos­so ver­i­fi­cador de posições de palavras-chave gratuito.

    Neste momen­to, está a ler o Blog da Ahrefs. A Ahrefs é um con­jun­to de fer­ra­men­tas de SEO com mon­i­tor de posição próprio. Achamos que é um dos mel­hores do mer­ca­do, mas somos clara­mente ten­den­ciosos, então não vou insul­tar a sua inteligên­cia ao cri­ar uma lista dos ‘mel­hores’ mon­i­tores de posição com a Ahrefs no topo.

    Mas o que vou par­til­har são os resul­ta­dos de uma pesquisa recente do Face­book pelo Matt Diggity:

    Curiosa­mente, ape­nas dois dos cin­co primeiros são fer­ra­men­tas autóno­mas de ras­treio de posição. Os out­ros são incluí­dos como parte de um con­jun­to de fer­ra­men­tas de SEO com­ple­to, como a Ahrefs.

    Isto leva-nos a um pon­to interessante …

    Se estiv­er a faz­er SEO em qual­quer função séria em 2021, pre­cis­ará de uma fer­ra­men­ta de SEO com­ple­ta, como a Ahrefs, para tare­fas cru­ci­ais como pesquisa de palavras-chave e con­strução de lig­ações. Dado que a maio­r­ia destas fer­ra­men­tas inclui um mon­i­tor de posição, sem dúvi­da que o mel­hor para a maio­r­ia das pes­soas é aque­le incluí­do no seu con­jun­to de fer­ra­men­tas de SEO favorito.

    Mas, se ain­da não investiu num con­jun­to de fer­ra­men­tas de SEO com­ple­to ou ape­nas pref­ere um mon­i­tor de posição autónomo, quais as fun­cional­i­dades que deve procurar?

    Aqui estão algu­mas fun­cional­i­dades de que pode precisar:

    Suporte de localização

    As posições vari­am de local para local. Se o seu web­site ou empre­sa opera prin­ci­pal­mente no mer­ca­do dos Esta­dos Unidos, deve ras­trear as posições nos Esta­dos Unidos. Se opera prin­ci­pal­mente no mer­ca­do do Reino Unido, dev­erá acom­pan­har os posi­ciona­men­tos no Reino Unido. Se opera prin­ci­pal­mente no mer­ca­do cana­di­ano… é esta a ideia a seguir.. 

    Pode até quer­er ras­trear posições em vários país­es se estiv­er a tra­bal­har para uma empre­sa multinacional.

    Nat­u­ral­mente, o Mon­i­tor de Posições da Ahrefs ofer­ece suporte na maio­r­ia dos país­es; 187 e a somar.

    Se estiv­er a faz­er SEO local, pre­tenderá um mon­i­tor de posi­ciona­men­to com mais detal­he para que pos­sa ras­trear as posições no nív­el de esta­do, cidade ou códi­go postal — como pode no Mon­i­tor de Posições da Ahrefs:

    Suporte de linguas

    Se o seu web­site for dire­ciona­do para uma local­iza­ção com mais do que um idioma oficial/comum, provavel­mente pre­tenderá ras­trear as posições em vários idiomas nes­sa mes­ma localização. 

    Por exem­p­lo, dig­amos que gere um restau­rante em Barcelona. Esta cidade fica na Catalun­ha, onde, de acor­do com a Wikipedia, há uma mis­tu­ra bas­tante uni­forme de pes­soas que falam espan­hol e catalão. Se o web­site do seu restau­rante estiv­er disponív­el em ambos os idiomas, como é o caso deste, provavel­mente pre­tenderá ras­trear as posições dos pesquisadores espan­hóis e catalães.

    Veja como faz­er isso no Mon­i­tor de Posições da Ahrefs:

    Suporte para dispositivos (computador/telemóvel)

    Os sinais de posição para com­puta­dores e dis­pos­i­tivos móveis não são idên­ti­cos, por­tan­to, não é inco­mum que as posições variem entre com­puta­dores e dis­pos­i­tivos móveis.

    Por exem­p­lo, os uti­lizadores de com­puta­dores nor­mal­mente têm lig­ações de Inter­net mais ráp­i­das do que os uti­lizadores de telemóv­el, então pode ser um fator de posi­ciona­men­to mais impor­tante no telemóv­el do que no com­puta­dor. Por out­ras palavras, se tiv­er um web­site lento, este pode ter um impacto mais neg­a­ti­vo nas posições em dis­pos­i­tivos móveis do que em computadores.

    Aqui estão algu­mas out­ras coisas que podem causar dis­crepân­cias de posição entre dispositivos:

    • Fra­ca com­pat­i­bil­i­dade com dis­pos­i­tivos móveis
    • Anúncios/intersticiais mais intru­sivos num dis­pos­i­ti­vo do que no outro

    Se estiv­er a usar o Mon­i­tor de Posições da Ahrefs, poderá alternar facil­mente entre as posições de telemóv­el e desk­top e ver­i­ficar as posições médias em todos os dispositivos.

    Rastreio de funcionalidades SERP

    As fun­cional­i­dades SERP são resul­ta­dos de pesquisas não tradi­cionais, como extratos desta­ca­dos e car­rosséis de notí­cias prin­ci­pais. A posição em alguns deles pode aju­dar a dire­cionar mais tráfego para o seu web­site, então faz sen­ti­do que queira ras­trear a sua proem­inên­cia para palavras-chave impor­tantes ao lon­go do tempo.

    Muitos mon­i­tores de posi­ciona­men­to ofer­e­cem essa capaci­dade, incluin­do o Mon­i­tor de Posições da Ahrefs, que ras­treia auto­mati­ca­mente a proem­inên­cia e a pro­priedade da maio­r­ia dos recur­sos SERP para palavras-chave rastreadas.

    Atualizações diárias de posição

    A fre­quên­cia das atu­al­iza­ções de posição é impor­tante para iden­ti­ficar pos­síveis prob­le­mas rap­i­da­mente, à medi­da que surgem. No Mon­i­tor de Posições da Ahrefs, a fre­quên­cia de atu­al­iza­ção depende do seu plano. É algo entre um* e sete dias.

    Nota adi­cional.
    * Atu­al­iza­ções diárias estão disponíveis no Mon­i­tor de Posições Pro da Ahrefs. Pode adi­cionar isso a qual­quer plano Ahrefs. Este tam­bém per­mite que ras­treie até 100.000 palavras-chave. 

    É fácil pas­sar os seus dias obceca­do com cada peque­na flu­tu­ação numa fer­ra­men­ta de ras­treio de posição, mas esse não é um uso pro­du­ti­vo do seu tem­po. Em vez dis­so, deve usar um mon­i­tor de posição para iden­ti­ficar maneiras de mel­ho­rar o SEO e obter mais tráfego orgânico.

    Vejamos algu­mas maneiras de o fazer:

    Nota adi­cional.
    Uti­lizare­mos o Mon­i­tor de Posições da Ahrefs nos exem­p­los abaixo, mas muitos out­ros mon­i­tores de posição têm recur­sos e fun­cional­i­dades semelhantes. 

    Encontre as melhores oportunidades de extratos destacados

    Os extratos desta­ca­dos são respostas cur­tas que cos­tu­mam apare­cer no topo dos resul­ta­dos de pesquisa do Google. Eles são reti­ra­dos de uma das pági­nas mel­hor posicionadas.

    Por exem­p­lo, o Google assim­i­la este extra­to do nos­so guia para hre­flangs:

    Ao con­seguir extratos desta­ca­dos, pode fre­quente­mente abrir cam­in­ho para o topo do Google e aumen­tar o tráfego orgâni­co no processo.

    Como encon­trar opor­tu­nidades de extratos destacados? 

    Pro­cure por palavras-chave com extratos desta­ca­dos que não pos­sui no momen­to e que tam­bém este­ja entre os dez primeiros. Muitas vezes, pode gan­há-los ape­nas adi­cio­nan­do ou edi­tan­do o con­teú­do na sua página.

    Se estiv­er famil­iar­iza­do com a Ahrefs, sabe que pode faz­er isso para qual­quer web­site no Explo­rador de Web­sites. Bas­ta aced­er ao relatório Palavras-chave Orgâni­cas 2.0, fil­trar por extratos desta­ca­dos e sele­cionar a caixa “onde o des­ti­no não se clas­si­fi­ca” para ver os extratos sem proprietário.

    Mas há um grande bene­fí­cio em faz­er isso no Mon­i­tor de Posições: pode ver a prevalên­cia históri­ca do extra­to em destaque ao lon­go do tempo.

    Isto é útil porque provavel­mente não vale a pena procu­rar extratos desta­ca­dos se o Google rara­mente os mostra no SERP. 

    Por exem­p­lo, atual­mente há um extra­to desta­ca­do para “localizar endereço de e‑mail”:

    Ain­da assim, se clicar nas aspas e ver­i­ficar o históri­co do recur­so SERP, ver­i­fi­ca que o Google mostra ape­nas o extra­to apre­sen­ta­do espo­radica­mente. Este só foi local­iza­do no SERP pelo Mon­i­tor de Posições por alguns dias no últi­mo mês:

    Por out­ro lado, para “SEO de loja online”, o Google exibe con­stan­te­mente o extra­to destacado:

    Por­tan­to, para nós, faz mais sen­ti­do perseguir o extra­to desta­ca­do para “SEO de loja online” em vez de “localizar endereço de e‑mail” porque a sua prevalên­cia rep­re­sen­ta uma opor­tu­nidade de tráfego maior.

    Rastreie a quota de voz na pesquisa orgânica por tópico

    A quo­ta de voz na pesquisa orgâni­ca infor­ma qual é a par­tic­i­pação de mer­ca­do que diver­sos web­sites pos­suem para um deter­mi­na­do con­jun­to de palavras-chave. Nesse caso, as suas palavras-chave rastreadas.

    Antes que pos­sa ver isto no Mon­i­tor de Posições, primeiro pre­cisa especi­ficar um ou mais concorrentes. 

    Se ain­da não fez isso, vá ao sep­a­rador Visão ger­al dos con­cor­rentes, clique na opção para adi­cionar con­cor­rentes e insira os domínios ou endereços dos con­cor­rentes que dese­ja ras­trear. Se não tiv­er a certeza de quem são os seus con­cor­rentes, ver­i­fique as sug­estões com base em inter­seções de palavras-chave e clique no botão “+” para adi­cioná-los ao seu projeto.

    Para o Blog da Ahrefs, adi­cionare­mos o Back­linko e o blog do Moz.

    Nota adi­cional.
    Adi­cionamos o blog Moz como um endereço em vez de um domínio, de modo que esta­mos ape­nas a ras­trear a quo­ta de voz na pesquisa orgâni­ca para con­teú­do na sub­pas­ta /blog/, em vez de em todo o web­site. Isto ocorre porque Moz colo­ca todas as suas pub­li­cações de blog nes­ta sub­pas­ta, o que nos per­mite não mis­tu­rar alhos com bugalhos. 

    Se ago­ra for­mos para o relatório Visão ger­al dos con­cor­rentes, podemos ver que esta­mos a super­ar o Moz em ter­mos de “vis­i­bil­i­dade” para as nos­sas palavras-chave ras­treadas, que é a per­cent­agem de todos os cliques para as palavras-chave ras­treadas que chegam a cada web­site. E esta­mos quase no mes­mo nív­el do Backlinko.

    É uma história semel­hante para as médias de posição, tráfego e destaques SERP:

    Mas isto fica ain­da mais poderoso quan­do agru­pa palavras-chave por tópi­co usan­do mar­cas, porque pode ras­trear a par­tic­i­pação na voz da pesquisa orgâni­ca por tópi­co usan­do o relatório Eti­que­tas de con­cor­rentes.

    Ago­ra podemos ver que, emb­o­ra este­jamos muito à frente da con­cor­rên­cia quan­do se tra­ta de con­teú­do sobre pesquisa de palavras-chave, o Back­linko supera-nos em con­teú­do sobre con­strução de hiperligações.

    Se ver­i­fi­car­mos o sep­a­rador de Tráfego, vemos que isto tam­bém se traduz em tráfego:

    Por­tan­to, podemos quer­er inves­ti­gar isto mais a fun­do e ver se há algo que pos­samos faz­er a este respeito. Por exem­p­lo, podemos pre­cis­ar de mais back­links para com­pe­tir ou podemos subir posições neste tópi­co crian­do um núcleo de con­teú­do.

    Encontre oportunidades fáceis de vencer os concorrentes

    Se os con­cor­rentes estão a superá-lo em palavras-chave impor­tantes, con­vém dar pri­or­i­dade às mes­mas para recon­quis­tar o tráfego.

    Veja como encon­trar essas palavras-chave:

    1. Vá para o seu pro­je­to no Mon­i­tor de Posições
    2. Clique no relatório Visão ger­al dos concorrentes
    3. Fil­tre pelas 10 primeiras posições
    4. Orga­nize a tabela por posi­ciona­men­to de con­cor­rentes, do mais alto para o mais baixo

    Por exem­p­lo, o Back­linko está a super­ar-nos em palavras-chave como “palavras-chave LSI” e “mod­e­los de pub­li­cação de blog”:

    Vis­to que esta­mos ape­nas algu­mas posições atrás, pode valer a pena inves­ti­gar o SERP para ver se há algo que pos­samos faz­er para ter uma clas­si­fi­cação mais elevada.

    No caso de “palavras-chave LSI”, parece que pre­cisamos de muitos mais back­links — o que não será fácil:

    No caso de “mod­e­los de pub­li­cação de blog”, o Back­linko está numa posição aci­ma de nós, no primeiro lugar, ape­sar de ter aprox­i­mada­mente o mes­mo número de web­sites hiperligados.

    Emb­o­ra pos­sa haver muitas razões para isso, um fator pode ser que o Back­linko sem dúvi­da tem um ângu­lo mais atraente na eti­que­ta de títu­lo (“fun­cionam mar­avil­hosa­mente” vs “quan­do usá-los”).

    Encontre páginas que estão prontas para uma atualização

    As posições não duram para sem­pre. Mes­mo se a sua pági­na já ocupou a primeira posição para a palavra-chave alvo, é prováv­el que ela caia posições e per­ca tráfego.

    É nes­ta fase que deve atu­alizar e repub­licar a página.

    Para localizar pági­nas que estão poten­cial­mente maduras para uma atu­al­iza­ção, vá para o relatório Totais no Mon­i­tor de Posições e pro­cure palavras-chave com posi­ciona­men­to decres­cente ao lon­go do tempo.

    Por exem­p­lo, a nos­sa posição para “SEO local” caiu do 1° para 9° des­de que começamos a ras­trear a palavra-chave.

    Se ver­i­fi­car­mos essa pub­li­cação no Explo­rador de Web­sites, tam­bém ver­e­mos uma que­da cor­re­spon­dente no tráfego esti­ma­do dos EUA:

    É bem prováv­el que, se atu­al­izásse­mos esta pub­li­cação para 2021, ela recu­per­aria pelo menos algum nív­el de posi­ciona­men­to e tráfego.

    Apren­da como faz­er isto no nos­so guia com­ple­to para atu­alizar e repub­licar con­teú­do.

    Encontre concorrentes para iniciar a sua pesquisa de palavras-chave

    Procu­rar tópi­cos cober­tos por con­cor­rentes online é uma das mel­hores táti­cas de pesquisa de palavras-chave. Mas fun­ciona mel­hor ao anal­is­ar web­sites de con­cor­rentes próximos.

    Para encon­trar rap­i­da­mente ess­es con­cor­rentes, ace­da ao relatório de Par­til­ha de tráfego no Mon­i­tor de Posições e clique no alter­nador “Domínios”:

    Como o Mon­i­tor de Posições gera estes con­cor­rentes procu­ran­do por web­sites que atraem tráfego de pesquisa das suas palavras-chave ras­treadas, este geral­mente mostra con­cor­rentes próx­i­mos de pesquisa orgâni­ca que se pos­sa ter esquecido.

    Por exem­p­lo, vemos bigcommerce.com entre os nos­sos prin­ci­pais con­cor­rentes por quo­ta de tráfego:

    Dado que este web­site não é um con­cor­rente com­er­cial dire­to ou um blog de SEO, provavel­mente o esque­ceríamos ao faz­er uma pesquisa de palavras-chave. Mas se conec­tar­mos o web­site ao Explo­rador de Web­sites e ver­i­fi­car­mos o relatório Primeiras pági­nas, ver­e­mos alguns tópi­cos que podem valer a pena cobrir, como “dicas para peque­nas empre­sas” e “cal­endário de marketing”.

    Se sele­cio­nou as suas palavras-chave por tópi­co no Mon­i­tor de Posições, pode levar este méto­do de descober­ta de con­cor­rentes ain­da mais longe usan­do o fil­tro de etiquetas.

    Por exem­p­lo, se fil­trar­mos pela nos­sa eti­que­ta “con­strução de lig­ações”, ver­e­mos alguns con­cor­rentes que não apare­ce­r­am antes, como outreach.io e linkbuilder.io.

    Vis­to que esta­mos sem­pre à procu­ra de mais tópi­cos rela­ciona­dos com a cri­ação de lig­ações, provavel­mente tam­bém valerá a pena ver­i­ficar o relatório Primeiras pági­nas dess­es web­sites no Explo­rador de Websites

    Na ver­dade, se fiz­er­mos isso com o linkbuilder.io, ver­e­mos alguns bons tópi­cos rela­ciona­dos com con­strução de hiperli­gações que ain­da não cob­ri­mos, como “tro­ca de hiperli­gações” e “espe­cial­ista em con­strução de hiperligações”.

    FAQs

    Antes de encer­rar­mos, vamos respon­der a algu­mas per­gun­tas comuns sobre mon­i­tores de posição.

    Qual é a melhor ferramenta de rastreio de posição?

    A mel­hor fer­ra­men­ta de ras­treio de posição é sub­je­ti­va, mas de acor­do com uma pesquisa do setor, o SER­PRo­bot, o Mon­i­tor de Posições da Ahrefs, o Accu­ranker e o SE Rank­ing são ampla­mente os mais usados. 

    Existe um monitor de posicionamento gratuito?

    Sim, muitos. Temos até o nos­so próprio mon­i­tor de posição de palavras-chave total­mente gra­tu­ito.

    Posso rastrear as posições locais num monitor de posição?

    Depende da fer­ra­men­ta de ras­treio de posição. Algu­mas têm essa capaci­dade; out­ras não. Pode ras­trear as posições ao nív­el de país, esta­do, cidade ou códi­go postal no Mon­i­tor de Posições da Ahrefs.

    Pensamentos finais

    O ras­treio de posição pode rap­i­da­mente tornar-se uma per­da de tem­po. Se está obceca­do com cada peque­na flu­tu­ação de posi­ciona­men­to diária, está a usá-lo de for­ma erra­da. O mel­hor mon­i­tor de posição é aque­le com recur­sos e fun­cional­i­dades que real­mente o aju­dam a mel­ho­rar o SEO e obter mais tráfego.

    Tem per­gun­tas? Diga-me no Twit­ter.

    • Websites com ligações 2
    Dados de Explorador de Conteúdo